quarta-feira, abril 01, 2009

Abril

Para este post tinha pensado em vários títulos que não seriam maus, tais como «Mais olhos que barriga» ou, por exemplo, «Erro de planeamento» ou até «Termo de Validade»…
Acontece que cada vez mais eu vou reconhecendo que ‘ando por aqui’ há demasiado tempo. Diz-se que um ano na vida de um gato vale por sete de um ser humano, ora um ano de blogosfera deve valer aí uns 10 ou mais. Mais, mais! Já me sinto assim a modos que de meia-idade neste momento…
O que significa que em muitas áreas, já disse tudo o que queria dizer!
Quando «abri» o meu primeiro Pópulo, sei que uma das coisas que tinha decidido era que ia fazer uma festa no mês de Abril. E assim foi.
Em Abril, do Primeiro de Abril até ao Primeiro de Maio, escrevi um Pópulo diferente, 75 post sobre Abril, com muitas referências à vida no «24 de Abril» naquilo que eu considerei um pouco ser uma espécie de testemunho para «memória futura». Além disso ‘enfeitei’ o blog com cartazes da época e canções de Abril. Fiquei satisfeita porque acreditei ter deixado algo, aqui na blogosfera, para aqueles que tinham nascido depois de nós.
No segundo ano, já no Pópulo novo, «revisitei» o que tinha escrito em 2005, e acrescentei mais uns comentários pessoais e de alguns leitores que me pareceram virem a propósito. E mais uma vez juntei várias imagens de pinturas, cartazes, fotos.
No terceiro ano, voltei a fazer mais ou menos isso tudo e a novidade foi ter imaginado um «Diário» de alguém que estivesse a viver um dia-a-dia normal durante o mês de Abril de 1974. Tinha jornais de época para me reavivar a memória e a ajuda de alguns amigos, pelo que esse ‘Diário’ foi relativamente realista. E já não conseguia lembrar-me de mais nada.
….
Mas estamos a chegar ao meu quarto ano. E o certo é que gastei as munições todas. Como comecei por dizer, cometi um «Erro de Planeamento» por ter gasto todos os foguetes da primeira vez e não me ter ocorrido que podia andar por cá tanto tempo…
Ou seja, neste Abril não me ocorre nada para dizer que não tenha já dito. O cabeçalho do blog vai estar diferente, a relembrar a data. Naturalmente que as canções de Domingo terão de ser as «canções de Abril», as importantes. Mas este ano tenho de baixar a craveira e ser menos ambiciosa.
Lamento.
A única brincadeira que me proponho, para apesar de tudo não esquecer que este é um mês diferente, é que nos 4 domingos do mês, vou «brincar à ficção científica». Afinal, 30 e tal anos depois as coisas não são como nós tínhamos sonhado naqueles dias. Não são mesmo nada!
Mas... e se tudo tivesse corrido diferente?
Porque não sonhar que a Utopia foi possível?


14 comentários:

King disse...

Emielezinha, venho dizer uma coisa talvez 'politicamente incorrecta', mas quase fiquei aliviado ai ler o teu post!
Tenho adorado o que tens escrito. Com a maior das sinceridades, o «teu Abril» no Pópolo tem marcado a diferença, e deixado como disseste um testemunho para 'memória futura' do maior interesse.
Só que o mostrares que és humana, sou-me muito bem! Realmente, o manancial de recordações que aqui tens deixado -e eu sou dos que acompanharam sempre - é tão completo, que dificilmente imagino o que haveria ainda para dizer...
Acho muitíssimo bem, que desta vez, tenhas este belíssimo cabeçalho (não é assim que se fiz, pois não?) e deixes um apontamento ou outro, mas não um levantamento taõ exaustivo como nos outros anos
..........
Até porque espero que daqui a 10 anos ainda te venha ler!!!
:)

sem-nick disse...

é assim mesmo!
Olha que olhar esta template já dá alegria ao coração.
Viva Abril!!

Vivam os sonhos...

sem-nick disse...

Disse que vivam os sonhos porque fico à espera dessa Utopia.
:)

gui disse...

...
cheiram tão bem! a imagem é excelente porque sinto aqui o perfume.

josé palmeiro disse...

Minha amiga.
Quer tu escrevas o que escreveres, mais exaustivo ou mais leve, Abril, para nós, é sempre Abril.
Sei que não é fácil mudarmos o registo, mas há que fazê-lo, há que inovar, por isso achei muito bem que me /nos tivesses oferecido aquele maravilhoso molho de CRAVOS!
Depois o cabeçalho do "NOSSO" "PÓPULO", está lindo, com mãozinha do Farpas, segundo creio.
Eu, optei pela música. Vou ver se consigo fazer o que queria,pelo menos, vou tentar.

fj disse...

Parece ótima ideia.

kika disse...

O sonho comanda a vida e a utopia não morre nunca.Mas como hoje é o
1º dia de Abril, quando abri o Populo julguei que nos ias pregar uma partida!! Mas não. Resolveste dar inicio á celebração, o que me parece muito a propósito e duma forma muito pessoal e bonita

Pedro Tarquínio disse...

Ontem à noite andei a navegar pelos Pópulos a reler os meses de Abril.
Excelentes posts e documentos que são um prazer reler.
Tinha a certeza que hoje aqui estaria uma referência a este mês.

O cabeçalho do Pópulo cheio de cravos está muito bonito.
Vivam os cravos.

Castanha Pilada disse...

Foi tão possível quanto os nossos tiques deixaram. Podia ser pior.

zorro disse...

Aplaudido.
Não é preciso mais, até porque como lembrou aqui o «colega» Pedro Tarquínio basta um passeio pelos teus outros «abris» para reler coisas muito interessantes. e também me parecia impossível, 'inventares' ainda mais aspectos que não tenhas focado.

Aliás essa de não falar no que foi e lembrar o que «podia ter sido» até é giro.

Joaninha disse...

Basta abrir o Pópulo e ver o cabeçalho (?) template (?) sei lá como se chama, mas basta abrir o Pópulo e fiquei a sorrir.
Sabia que era Abril e tu festejas sempre de um modo especial.

Viva!
E como disse a Gui, estes até parece terem perfume, tão realistas são...

Emiele disse...

Olá!!!
Pois foi, Zé Palmeiro, aqui o meu «anjo da guarda» tem sempre a 'mãozinha' disponível para uma ajuda.
É uma simpatia e até se torna fácil abusar dele...
E para todos vocês que passaram por aqui, obrigada pela simpatia e pelas palavras amigas.
King, sou muuuuito humana sim. O que me vale às vezes é ser organizada, ou não mantinha aqui o Pópulo aberto todos os dias...
Sem-nick e Gui, está bem observado, também me pareceram muito frescos estes cravos. Assim permaneçam!
Castanha Pilada - essa é a postura positiva. Podia ser pior, e antes era pior. Ganhámos muitas coisas, mas...
Habituámo-nos a uma abundância que agora quando a perdemos já custa. E tal como o cigarra não se investiu em coisas importantes.
Pedro Tarquínio, eu sei que dos que não escrevem sempre és dos que não só me acompanha como presta muita atenção ao que eu digo. Às vezes mais do que eu...
:))

Saltapocinhas disse...

isto é a tua mentira de 1º de abril não é??

(mas não resisto a uma alfinetada: quem te manda escrever tanto??)

Emiele disse...

Por isso é que tive dúvidas se não chamava aqui ao post »Erro de planeamento», Saltapocinhas. Escrevi muito porque quis escrever tudo de uma vez, se, pensar que 4 ou 5 anos depois ainda me passeava pela blogosfera.

(Acho que a tua piadinha não era sobre os meus posts de Abril e para o dia-a-dia mas deu-me jeito fazer-me desentendida...)