quarta-feira, dezembro 30, 2009

Quase no fim

Hoje é dia 30. O penúltimo dia do ano. Não costuma ser nenhum dia especial, assim como a véspera do dia dos nossos anos também não tem um significado por aí além. Costumamos guardar tudo para amanhã, o dia final, o da despedida, o do fogo de artifício e champanhe para quem aprecia.
Portanto, cá por mim, ia deixar o dia 30 na simplicidade de um dia vulgar…
Só que, a verdade é que nestas coisas temos a mania de exagerar. Quando o ano termina, entra tudo numa grande euforia, fazem-se ‘balanços’, e muitos de nós mostramos uma alegria um tanto postiça, querendo à viva força relembrar (inventar) momentos agradáveis que este ano nos deixou.
Eu, que tenho andado nestes últimos tempos sem motivos para grandes alegrias e sem encontrar dentro de mim essa sementinha milagrosa que magicamente pinta tudo de doirado, vou tentar guardar a dita ‘sementinha’ para amanhã, mas hoje, como um velho e ranzina contabilista fico a olhar para as colunas do ‘deve’ e ‘haver’ e e só me apetece tapar a cara para não avaliar coisa nenhuma.
Foi Tive um ano mau, meus amigos. Claro que falo em nome pessoal; do ponto de vista geral, olhando para a humanidade, não terá sido se calhar dos piores, reconheço-o.
Mas aquela velha e muito batida frase que se diz ritualmente nestes momentos do ano, quando se desejam as Boas Passagens «bem, antes como este, do que pior», a mim não encontra eco. Sei bem que exactamente há um ano tinha umas claras esperanças alegres que não se concretizaram, tinha uma grande amiga que me deixou, tinha expectativas de resolver problemas que se não estão na mesma é porque se apresentam ainda pior…
Claro que se pode sempre desejar «antes como este do que pior», porque o poço do ‘pior’ não tem fundo, e é um tanto como o infinito.
Mas desejo sinceramente que o que vem seja muito, mas muito melhor, do que o ano de 2009!

(amanhã devo estar menos azeda, e venho deixar o lado mais colorido do que este que reconheço demasiado cinzento)


14 comentários:

Joaninha disse...

Ai Emiele, Emiele, a gente já tinha dado conta de que isso não tem andado bem...Como tu mesma nos dizes de vez em quando, temos de acreditar que a vida nos manda tudo em pacotes. De vez em quando o pacote é alegre, risonho,feliz, outras vezes vem em pacotes mal feitos, sombrios, em tons de desespero. Mas tudo vai mudando, como decerto sabes ainda melhor do que eu.

sem-nick disse...

Percebo agora das insinuações digamos assim, de acabar o blog.
Este blog tem sido uma fonte de bom humor e sensatez em muita coisa e quando se sente isso a desaparecer, pode apetecer fechar a porta...
.........
Bem, fico à espera do post de amanhã que preveniste que é mais 'colorido'...
Um abraço.

King disse...

Tenho passado pouco por cá que estes dias de férias molhadas não me têm dado para vir para o pc.
Mas quando toca a reunir a malta aparece, é claro!!!
É isso, Emiele, o 2010 com a mudança de década vai também mudar muitas coisas nas nossas vidas. E já nem falo no resto do Mundo, que isso...

Mary disse...

Hoje já não houve 'gracinha', o que era um modo de ocupar o espaço sem compromisso..
Foi um desabafo!
E entendo-te muito bem quando encontro por aí uns tipos todos animados como se os dias que temos passados fossem de varrer para debaixo do tapete e vem aí um optimismo descabido.
Achei graça em dividires o post em dois: o sinceramente preocupado de hoje e o 'talvez' mais animado de amanhã...

méri disse...

Ó minha amiga! desejo do mais fundo do coração que o ano 2010 te corra bem melhor, que bem mereces!
Era mesmo só uma coisinha, aquela tal, que te faria ganhar novo ânimo! Pudesse eu ajudar...

este ano 2009 também teve muita coisa que gostaria de esquecer, mas não esqueço.
Vamos contar que 2010 irá dar uma volta, no sentido certo!

Saúde, paz (e mais algumas coisinhas para colorir) em 2010, especialmente para ti e também para todos os que aqui te/me acompanham!

Maria disse...

Tenho aparecido pouco por andar em maré baixa...Mas, hoje vim dar-te um abraço solidário...Olha, Emiéle, desde dez/99, portanto, esta última decada, para mim, tem sido particularmente difícil a todos os níveis, sobretudo emocionalmente,mas não perdi a esperança de virem dias melhores. Quero, mesmo, acreditar que em 2010 acontecerá um milagre...;)) Anima-te moça que eu também vou fazer por isso...E, para todos os outros companheiros -os meus votos de um 2010 conforme os vossos desejos - e, quem sabe, será para o ano que nos veremos aqui em S.Miguel?!

kika disse...

É assim e nada a fazer.. o planeta é redondo ... espero que amanhã te apresentes com o tal espirito de deixar para trás o mau, e ao fim do dia, beber um champanhe dando as boas vindas ao Novo Ano , cheia de esperança que vais ter um ano melhor!
Os mesmos desejos se estendem aos restantes visitantes do blog!

Nós, Os Cachorros!!! disse...

Amiga Emiele, sei que estou sumido e muito, mas com as corridas do dia a dia e dois cachorros doentesm não está muito fácil.
Mas, não pense que deixo de ler seus posts. Nunca!!!

Vai pra ti:

Mais um ano se inicia, mais um ano de continuidade, mais um ano
de felicidade, mais um ano de reflexão e reconhecimento.

Mais uma oportunidade de refazer a vida de mudar o rumo
de encontrar a cada novo dia o sentido de viver.

Feliz Ano Novo. Eu definitivamente não poderia brindar
a virada do ano sem expressar toda a minha felicidade e dividi-la
com alguém.

Alguém certamente especial que mereça receber toda essa
energia de emoções.

Pensando em você gostaria de desejar um ano cheio de harmonia,
de novas realizações e sucesso.

Um grande abraço e Feliz Ano Novo!

Emiele disse...

Olá, Olá!

(reconheço que se calhar a imagem que escolhi foi culpada de o post ter saído tão cinzento.)

Mas hoje sentia-me eu mesma muito cinzenta. É uma sensação desagradável e impossível de transmitir. Quando uma conhecida me diz, sorridente, «então?! anima-te! esta vida são dois dias!!!» a resposta possível só numa outra língua que ela decerto não fala.
Muitas e muitas vezes sentimos que apesar de termos aprendido português, nem sempre se fala a mesma língua, não é?
.........
Mas está prometido. Amanhã vai sair um outro post mais optimista, porque vocês merecem. O que não quer dizer que só por isso feche os olhos se reconheço que a vida corre muito mal...

silvya disse...

que dizer, que já ninguém tenha dito?
claro que temos sempre de acreditar que amanhã será um novo dia.
amanhã, o sol voltará a nascer, as flores brotarão alegres, as árvores florescerão, e talvez o seu, os nossos corações se alegrem de novo com o 2010 que se aproxima.
não vou dizer grandes coisas. não vale a pena. dor, tristeza, desalento...quem não tem?
resta a esperança.
por mim, vou tentar arrumar os assuntos que não se podem resolver, tentar esquecer mágoas e tristezas...tentar ser um pouco mais e mais feliz...
para a emiele, desejo um 2010, mais calmo, sem perdas irreparaveis.
para os leitores, companheiros da esfera global, vai um abraço do tamanho do "mundo", com votos de reencontro naquele que virá.
Feliz 2010
silvya

josé palmeiro disse...

Por motivos que desconheço, não consegui aceder à net, pela manhã, razão porque, só agora, o faço.
Primeiro: VIVA O PÓPULO"!!!
Segundo. VIVA A EMIÉLE!!!

Agora, resta dizer-me que já toda a gente tinha dado pela tua falta de motivação para "isto". O ano, não correu bem, penso que, a todos nós. Fizeram-nos muito mal e, NÓS, ressentimo-nos disso. Sabemos que o que aí vem, também poderá não ser, de todo, bom mas, cabe-nos fazer para que, seja mais positivo, ao menos.
Eu vou andando pela "Sesta", com alguma irregularidade, dando a conhecer, nos últimos escritos, por duas canções do Zeca Medeiros, que farão parte do próximo CD, a sair, também não se sabe quando, o que deixa, muita "gente", desesperada.
Falo também do azar que bateu à porta do HOT CLUBE, e do desenrrolar do caso S. Gabriel e das andanças das mercadorias, nele transportadas, que obrigou os seus legítimos proprietários a "repagá-las", se as querem reaver. Deixo aqui um abraço à Catarina do "100nada", que me/nos alertou para esta vigarice. Coisas que aconteceram e que não quero que voltem a acontecer.
Agora e para terminar, reforço o desejo da Maria: Para o ano um encontro em S. Miguel (Açores).
Deixem-me realçar uam sequência que vai dar sorte. É nos comentários, reparem: Mary; Méri e Maria, lindo!!!

Zorro disse...

Querida Emiele, entendo-te muito bem. Há muita coisa de postiço, neste tipo de 'alegria' forçada, como se tudo o que de mau passamos não se pudesse repetir. A experiência diz-nos que não é assim...
Mas também sabemos que como defesa contra a depressão, fazemos de conta que desta vez vai ser diferente e por magia, vamos conseguir controlar o que estava mau.
E nem falo dos grandes problemas mundiais, é claro!!!

Anónimo disse...

Não é vulgar este tipo de post aqui no Pópulo.
Mas é tão sincero que me deixou aqui uma coisinha na garganta.
Força, mulher!!!

Emiele disse...

Obrigada a todos. Hoje estive um tanto lamechas (acontece) e essa coisa chamada depressão atinge muita gente... Mas amanhã é outro dia, sim senhor!

Palmeiro, tenho passado pouco pela Sesta porque tenho aberto menos a net. mas vou-me redimir :)
Silvya obrigada pelo teu abraço, e é claro que estes desabafos vão e vêem como as ondas do mar. Daqui a pouco é maré alta!