sábado, dezembro 05, 2009

Boas Notícias

Parece ser uma boa notícia.
É certo que deve haver muito quem dirá que é um fiozinho de água para apagar um incêndio, que é ainda muito pouco, que são fantasias, que de boas intenções está o inferno cheio.
É um dos modos de encarar.
O outro é que se tem de começar por algum lado! Segundo o tal provérbio chinês, as maiores caminhadas começam por um pequeno passo…
Ora a notícia que me parece boa, é que até daqui a dois anos vai existir uma rede de 1.300 postos de abastecimentos de veículos eléctricos, espalhados pelo país. O que pode trazer alguma consistência ao sonho de se poder circular com energia eléctrica.
A notícia diz que até ao final de 2011 vai haver uma rede de 1300 postos de carregamento de veículos eléctricos e mais 25 postos de carregamento rápido distribuídos por 25 municípios.
Por outro lado para estimular o uso desses carros por particulares pretende-se isenta-los do imposto sobre veículos e atribuir de um subsídio de cinco mil euros para as cinco mil primeiras unidades, e ainda mais 1500 euros se se der um automóvel para abate.
………..
Ainda faltam uns tempinhos, mas se decorrer como seria desejável, dentro de dois ou três anos talvez possamos ter cidades menos poluídas…

8 comentários:

Joaninha disse...

Bem, aqui este sábado sem sol (pelo menos onde estou) faz que se associe à preguiça da segunda - que confusão...
Mas estou com uma enorme preguiça, com uns bocejos fabulosos, de modo que chego aqui duas horas depois do post ter entrado!
Querida Emiéle à procura mas migalhinhas de coisas 'boas'... E com razão, não ta tiro, é claro que se começarem a abrir postos para abastecerem os carros eléctricos (sempre que digo isto só me lembro dos amarelos da carris....) é natural que algumas das dúvidas desapareçam e as pessoas comecem a encarar com mais interesse esse transporte.

Joaninha disse...

Ah, e claro que com mais interesse ainda se juntarem esse subsídio e o dinheiro do abate. mas, ainda que mal pergunte, quanto custará um desses carros eléctricos?... Se forem muito mais caros do que os outros , ardeu Tróia.

André M. Palmeiro disse...

Pelo que já li, pelo menos os protótipos que por aí foram testados, são até bem económicos. E é curioso perceber que aquilo que parecia um sonho de uns quantos se pode materializar numa oportunidade para muitos...
Conheci pessoalmente um engenhocas que aí há uma meia-dúzia de anos andava a engendrar qualquer coisa desse género; deve andar satisfeito...
Agora é viabilizá-los economicamente e continuar a trabalhar noutros inventos, como por exemplo, o dos veículos movidos a luz solar. Até já há por aí uns aviões, nos croquis de uns quantos génios, que serão autênticos mastodontes dotados de painéis solares; o próximo passo é o de minimizar e aperfeiçoar, tarefa difícil mas certamente muito entusiasmante! Cá os esperamos.

kika disse...

Muito boa noticia!
Tenhamos esperança, que o mundo se una para proteger o planeta, isto se a humanidade quiser subsistir e parece que sim .
Todos podem contribuir um pouco, ainda que se perca algum conforto!
Havia para aí um projecto de locomoção com oleos reciclados,
mas parece que não vingou!
Esta rubrica de sabado é saborosa,
alivia a tensão ainda que sejam migalhinhas como lhes chamou a Joaninha..:)

King disse...

Mais um atrasado... A preguiça é enorme neste sábado! Sinto cá uma moleza...

Este tipo de investigação parece-me excelente porque é nadar a favor da corrente mas indo mais à frente. Aqui para nós, acabar com os carros é uma utopia. Vieram pata ficar, e mesmo quem fala contra eles, aproveita os seus benefícios. Portanto a alternativa é criar-se uns menos poluentes. Se esta ideia for avante acredito que seja um belo passo no sentido do progresso.

Maria disse...

Boa notícia, pois, Emiéle!
Oxalá que por cá se faça o mesmo.. Será bem mais fácil - "a ilha acaba já ali" ;))

Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sem-nick disse...

Esta coisa dos carros é mesmo a ilustração do «se não os podes vencer junta-te a eles» :)
Realmente a gente pode dedender as bicicletas etc e tal, mas no que todos pensamos é de inventar uns carros melhores, não é? :)
..........
E vamos ver que se consegue , olaré!! :)