sábado, agosto 08, 2009

Boas Notícias

Yes, we can - dizia o Obama.
Sabia-se que ia ser difícil conseguir o que desejava, mas está a lutar por isso. A questão da Reforma da Saúde não vai ser nada fácil pelos vistos - ninguém pensou que o fosse - mas ele anda a tentar cumprir a promessa. E uma coisa importante conseguiu, restaurar a Esperança. Dizem que é a ‘última a morrer’ mas de vez em quando fica tão fraquinha que parece moribunda.
Sabemos bem isso!

Ora esta notícia que li e escolhi para hoje, não sei se será uma «Boa Notícia» de facto porque não faço ideia se é mesmo verdade ou apenas a expressão de um desejo:
O Brasil continuou a diminuir a pobreza e a desigualdade nas principais regiões metropolitanas.
Agora uma coisa é mesmo certa: É o renascer da Esperança.
Dizer que «Cerca de quatro milhões de brasileiros saíram da condição de pobreza nas regiões metropolitanas do país nos últimos sete anos apesar da crise mundial», é uma janela aberta para a Esperança.
Diz aquele economista que tal acontece devido
ao aumento do ritmo da expansão económica [...], à recuperação do emprego, elevação do salário mínimo e a programas de transferência de renda, nomeadamente o Bolsa-Família.

Atenção, isto é APESAR DA CRISE MUNDIAL, a famosa e terrível crise que tem servido para justificar tudo e mais alguma coisa.
Bem, mesmo que a notícia tenha sido 'trabalhada' e não seja exactamente assim que as coisas estejam, a janela aberta da esperança é uma Boa Notícia!

28 comentários:

Joaninha disse...

Vê-se logo que é fim-de-semana!!!
Mais de 11 horas e aqui os comentários em branco!!!

Olha, minha cara, que a notícia seja mesmo completamente certa é um tanto de estranhar, mas alguma coisa há-de ter de verdade.
Pode ser que não entrem em linha de conta os desastres deste último ano, mas de qualquer modo, se fazem o balanço dos últimos 4 -pelo que percebi - afinal foram estes fatais 4 anos do engenheiro Sócrates que tudo justificou com a crise. E por cá, foi exactamente ao contrário, o fosso entre ricos e pobres está pior do que há muito tempo.

estrela-do-mar disse...

Ai a Esperança...
É tão bonito.

estrela-do-mar disse...

Achei graça à «janela aberta» em vez da tal «luz ao fundo do túnel».
As duas imagens são bonitas mas a da janela é mais 'arejada'!!!

josé palmeiro disse...

Sei que é uma janela, mas chamar-lhe-ia, "postigo".
Não me admira que no Brasil seja assim, pois sempre o pode ser. É um território cheio de recursos naturais, que, bem distribuídos, podem e devem minorar as assimetrias e se assim for, fico contente pois o fosso entre ricos e pobres diminui.
Agora nós, que só temos "História e Sol", ainda por cima administradas por um engenheiro ganancioso e desumano, ao contrário só se vê o fosso, cada vez mais fundo!
Isto não quer dizer que a perpectiva de irmos ter uma economista seráfica, nos vá trazer, melhores dias!
Um Bom Fim de Semana, a todos!!!

josé palmeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
josé palmeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
josé palmeiro disse...

Então não tive que eliminar, duas repetições?
Será do calor?

sem nick disse...

(também já me aconteceu entrar duas vezes, ou então nenhuma como ontem o fj!!!)

Fico contente pelo,Brasil. mesmo que seja exagero, alguma coisa de bom é!

Maria disse...

Emiéle quando abri o "Pópulo" e li as primeiras duas linhas e pensei que te ias referir ao que Obama ontem declarou ao seu País dizendo - que o seu governo tirou a economia do país do "colapso" e afirmou que há sinais de que "o pior já pode ter sido superado" (vi na TV citei de cor) esta também é uma boa notícia, digo eu...
Mas a do Brasil - esse país em que a pobreza, ironicamente, é tão grande quanto o seu território e os seus recursos são e assim sendo, é uma óptima notícia!
-"Janelas Abertas"- precisam-se!

(Também da gostei da "expressão" e ilustração)

zorro disse...

A Maria tem razão. Essa referência também é importante, e o Obama até agora está a fazer o possível por não fugir às promessas que fez. Milagres só os santos, e é claro que há muita coisa onde tem de ir com diplomacia e cautela (não esquecer que metade, ou quase, da América é republicana!)
Quanto ao Brasil fico bem contente. Uma terra tão bonita e tão rica, e com um povo com tanta força e optimismo, merecia ganhar esta batalha.

Maria disse...

Reli o meu comentário e vejo que está um pouco atabalhoado...È que bastou eu falar do Obama e fiquei nervosa, o homem é mesmo sedutor!:)))

fj disse...

ZP e sem nick que andam a escrever que têm de retirar logo???!!! C0nhecendo-vos um pouco, coisa boa não será ( este assento foi muito ponderado, uma vez que a palavra assento, e não acento, provem da linha indo europeia, da origem no sânscrito como qualquer um sabe, desde que o investigue.Acresce a minha infeliz formação jurídica me conduz, inconscientemente, ao assento, do STJ, por exemplo, onde se lavram doutos assentos.Ao contrário dizem que se pode mandar assentar a ré , em geral são mulheres,segundo estatísticas de 2008, elaboradas pela sociedade portuguesa de tauromaquia núcleo feminista do cartaxo ).
Meu caro ZP, se ainda não retiraste, claro, o postigo é teu ( nosso...),sem dúvida para mim, uma janela por toda a abertura que nos proporciona para outra "paisagem". Pensa bem e ,já agora, retira lá este comentário, caraças pá. O postigo é (?) português, não é brasileiro, ou tás com o complexo do colonizador?

mary disse...

Eheheheh, Fj!!!!
:))

Bom humor, heim?
E justifica-se que a notícia é boa!

josé palmeiro disse...

FJ, nada de mal escrevi, Foram só duas repetições do que já estava escrito.
Para além do meu "postigo" que não é "postiço", a minha razão é outra, é que eu, sendo como sou, alentejano, o postigo, faz mais sentido, dada a imensidão de luz que me/nos invade e nem o facto de ter estado em África, me deu essa vontade de colonizar fosse o que quer que fosse, antes pelo contrário, pois, ainda que por lá, em terra de colonizadores, tudo fiz para que se tornasse, num Moçambique Independente, de que muito me orgulho!

fj disse...

Joaninha começo a sentir a tua falta! Pensava reatarmos relações. Que achas? Desde que renuncies á luta armada ( excepto contra a classe dominante,mas neste caso é apenas uma forma veloz, digamos, de fazer justiça ).Que achas? Eu nessa condição passava a comentar-te com o criticismo que aqui é devido, e admito mesmo que me comentes, critiques até, de forma construtiva. Eis uma proposta honesta. Que tal?

kika disse...

Dia de praia claro e depois dum jantarinho, fiquei triste por saber da noticia sobre
Raul Solnado
Desculpa o desabafo.
Tal como todos desejo que a esperança nunca morra e as noticias parecem ser boas, mas não acredito.
Vai ser preciso muito trabalho e muito boas politicas para que essa luz entre nessa boa porta!
A crise é muito muito profunda, não nos iludamos!
Tambem tenho uma pessoa na familia apaixonada pelo Obama, tal como a Maria,mas eu sou mais modesta, alem do mais parece que recebe em media 40 ameaças de morte
Pobrezinho...

fj disse...

ZP raríssimamente me keves a sério ( como explico com frequência nem há homens sérios, mas isso é outra conversa).Nunca pensei que escrevesses coisas más, e percebi o teu postigo. Mas talvez para o Brasil haja uma janela...sinceras desculpas pela minha redação.

fj disse...

Mary obrigado, mas isto estava a correr bem mas as últimas notícias são tristes.

fj disse...

Joaninha já escrevi há cerca de duas horas e não dizes nada, caraças! Como devo interpretar o teu silêncio? Se quiseres retiro aquilo sobre a nossa classe social, s´0 para te permitir retomares-me com honra.

josé palmeiro disse...

Não tens que me pedir desculpas FJ, mas, já que o fizeste, deixa-me dizer-te que já estavas antecipadamente desculpado, até porque conto contigo para abrirmos, não a janela, mas a "sacada" e todos os "portões", que teimam em ficar entreabertos.

Maria disse...

Kika, "apaixonada"(?), no meu caso é um exagero - só tentei fazer humor com o factor "sedução" em OBAMA, reconhecido por mais pessoas, para desculpar o desalinho do meu comentário...
Também partilho da tua tristeza!

Emiele disse...

Bom dia a todos!!!!

Quanto ao Obama, Maria e Kika, a tipo tem um carisma tremendo. Não sei se é charme ou lá o que é, mas por algum motivo a gente se lembra do Kennedy. Há uma força que se transmite e isso é motivador (espero que resista às ameaças de morte, caraças!!!)

A conversa com o fj e o Palmeiro, Joaninha, Mary etc teve a sua graça. Zé, como ele disse, temos de partir do princípio de que está sempre a gozar. Embora, como é fácil de ver, haja coisas que leva a sério e aí até tem dado a esta terra talvez mais do que muitos de nós.

Fico satisfeita por terem gostado da minha ideia de tornar a luz do túnel numa janela. Para mim que adoro os espaços abertos a ideia era mais ... "espaçosa" :)

fj disse...

Joaninha será preciso usar meios violentos para renunciares aos meios violentos?

fj disse...

Obama está a travar luta importantíssima, para os eua e resto do mundo. Teoricamente não pode ganhar, afecta interesses demasiado poderosos, que, se vêm que é a sério mesmo, intervêm preventiva e definitivamente. Desde um tiro até a jovens estagiárias, aplicadas qb arrumam um gajo ou uma gaja, (veja-se a tentativa cá da casa pia, nem foi preciso matar ninguém e assassinaram politicamente o mais perigoso candidato a presidente e um secretário geral um pouco mais "perigoso" do que o actual. Daí o caminho para os socrates e os cavacos) Lá, contudo, julgo que será mais à bomba. Sendo os dois bonitos, não os acho tão parecidos. Em Kenedy senti sempre um ar diletante ( é a maior das injustiças...), Obama espontaneamente levo-o mais a sério ( mas um quase arrasou cuba, o actual já arrasou dois países, bom não esquecer)
Veremos, mas dizem que a indústria farmacêutica ainda move mais dinheiro do que as dos armamentos e dos transportes. A ser verdade, maus presságios.

Maria disse...

fj,boa reflexão, eu também "vou por aí"!

Maria disse...

fj,boa reflexão, eu também "vou por aí"!

Joaninha disse...

fj, fj, tu és terrível!!!!

Onde isso já vai...?!
Eu nem me lembrava. OK, lenço branco, ná bandeira branca que é o mais adequado. O lenço é despedidas, parece.
Paz, tá bem?! :)

fj disse...

Tiveste medo da ameaça, foi? Paz pois a todos os homens e mulheres de boa vontade,Reato quando oportuno.:)