domingo, agosto 09, 2009

Podia ter sido «Uma Música ao Domingo»

... mas não vai ser.
Quando soube da partida do Raul Solnado, pensei deixar na minha «música de Domingo» a sua «Cantiga do Malmequer». Achei que encaixava nesta rubrica e era uma maneira de "falar" dele sem falar. Como já aqui expliquei renunciei a falar dos que partem, porque são tantos que o Pópulo parecia uma coluna de necrologia e não queria tal.
O «Malmequer» cumpria bem essa referência discreta.
Infelizmente não tenho o meu pc, era lá que tinha gravado o acesso ao site onde tenho as minhas músicas, e não consegui encontrar a cantiga noutro local onde pudesse copiar para aqui. Portanto deixo apenas a letra e espero que na vossa cabeça a completem com a tão conhecida música:

Português, ó malmequer
Em que terra foste semeado?
Português, ó malmequer
Cada vez andas mais desfolhado

Malmequer é branco, branco
Que outra cor querem que escolha
Se te querem ver bonito
Por que te arrancam as folhas?

Por muito humilde que sejas
Malmequer ó meu amigo
Lá vem o dia da espiga
Que tens honras de trigo

Refrão

Malmequer tens pouca flor
Mesmo assim és um valente
Antes ser dez réis de flor
Do que ser dez réis de gente

És uma flor do povo
Vem do povo a tua força
Estás bem agarrado à terra
Não há vento que te torça

Refrão

Malmequer ou bem-me-quer
És a flor mais desprezada
Uns com muito, outros com pouco
E a maioria sem nada

És branco da cor da paz
Mas seja lá por que for
Há para aí uns malmequeres
Que andam a mudar de cor

Refrão

Regam-te a seiva com esperança
Mesmo assim não és feliz
Há muitas ervas daninhas
Que te atacam a raiz

Malmequer se fores regado
Num dia de muito Sol
Cresce, cresce, cresce, cresce
Para seres um girassol

10 comentários:

Joaninha disse...

Lembro-me muito bem de teres deixado aqui a canção do malmequer.
Era fazeres um link para lá, ou não dava...?

Mas gostei de "ouvir" de novo. Era ben bom se chegássemos a girassol, mas... a verdade é que cada vez andamos mais defolhados!

Um desgosto, a perca do Solnado. renovou o nosso humorismo!

mary disse...

E uma coisa importante que disseram ontem, sem recorrer a piadas porcas e a palavrões.
Nunca foi preciso para ter muita graça.

josé palmeiro disse...

Junto a minha voz à tua e às dos comentários antecedentes.
Sabia-o, muito doente e esperava um desenlaçe destes mas, a morte, apanha-nos sempre desprevenidos...
Quanto à canção, podia ter sido, exactamente a que apresentas.
Eu, tive outro persentimento e publiquei uma que, penso, ele iria ter gostado.
Deixem-me particularizar e concordar com a Mary.

sem-nick disse...

Fica muita saudade.
Dele... e de nós! Éramos tão novos, caramba!!!

Joaninha disse...

É mesmo sem-nick, dá umas saudades de morrer.
A pedra no charco que foi a "ida à guerra" a "história da minha vida". etc...
Apetece pedir «podió chamá-lo?» a ver se ele voltava.

fj disse...

Joaninha estou até disposto a ir pedir a teus sacendentes que me autorizem apedir-te perdão e um recomeço.Por mim renuncio á luta armada(exceto contra os benfiquistas, mas como são só 2 ou 3mil, não há problemas).Reaceitas-me?

Saltapocinhas disse...

Também andei à procura, já a tive mas não sei que lhe fiz... devo ter apagado pensando ser fácil encontrá-la na net, mas pelos vistos não é.

Não falei do Raul Solnado porque nem saberia o que dizer...

:( :(

Emiele disse...

Saltapocinhas, foi exactamente o «Malmequer» que tu em tempos me enviaste que eu coloquei no meu site de canções e reproduzi no Pópulo há anos... Mas aqui não tenho acesso fácil, nem me lembro do endereço exacto e da password de entrada, pelo que desisti.

Joaninha, e Mary, era uma época também. As piadas mais grosseiras não era para se dizerem um público, mesmo na revista dizia-se coisas 'brejeiras' mas por subentendidos. Nada a ver com o que hoje se pratica.
Zé Palmeiro, eu não o conhecia pessoalmente mas creio que tudo o que se disse de simpático nestes últimos dias foi mesmo verdade. Fica uma grande saudade sem-nick, é certo, desse tempo das nossas vidas também!
fj, olha que a Joaninha já te respondeu, criatura!

josé palmeiro disse...

Tenho mesmo que cá voltar.
O assunto, agora, é sério.
Acabo de ser, dado o meu inquestionável "Benfiquismo", saber que vou ter que enverdar pela "luta armada", com o FJ.
Não há dúvidas, é ele que o afirma!!!

fj disse...

Boa piada pá, mas violento aqui só a joaninha ( lembras-te dela? eu já não ).
Desejo-te uma boa recuperação, poi passada a euforia habitual das pré épocas, isto agora vai começar a doer.As maiores feçicidades para um honroso 3º lugar.Abraços