sexta-feira, junho 05, 2009

A Natureza é sábia

Pelo menos a minha natureza.
Todos os anos reparo numa coisa: quando chega a ‘força do calor’ eu perco o apetite!
É sempre! De Inverno, com o frio, como bem, mesmo muito bem.
Não sou de comer imenso a uma refeição, o que me sabe bem é comer várias vezes por dia e devo ter um estômago pequeno porque se enche com alguma facilidade. Mas como. E com apetite!
Chega o tempo quente, e só de olhar para a comida me enjoa...
Até o pequeno-almoço, que de Inverno é uma boa refeição para mim, agora olho para um iogurte e uma pêra e já chega. Levantei-me agora da mesa do pequeno almoço tendo no estômago metade do que lá fica após um breakfast em Janeiro...
E também comia sempre qualquer coisa a meio da manhã, mas agora nem me apetece.
Quanto ao almoço até uma salada de frango de restaurante dá para lá ficar lá metade (vou começar a andar com um tupperwere para recolher os restos)

E por aí fora.
Ou seja, quando eu desejo perder algum peso para ficar melhor em vestidos leves ou teeshirts fresquinhas, o meu organismo obedece.
Toda a gente é assim?.......


17 comentários:

Maria disse...

Seja de inverno ou de verão, o pequeno-almoço é a minha refeição de eleição e sempre muito completa, caso contrário, funciono mal durante o dia. Mas, também, sinto algum fastio na época do calor (penso ser natural), tirando aqueles fins de tarde que, depois da praia, me apetece um petisco acompanhado com uma ou duas "cervejolas" e volta e meia o geladinho da praz, como os miúdos (salvo seja!). No verão sou visitada por amigos e família, moro muito perto do mar, então há sempre ocasião para grandes patuscadas e reparo que se queixam de irem embora, mais gordinhos - cozinhas muito bem, dizem eles e eu também acho eheheh! Não devemos é nos descuidarmos de beber muita água e comer como dizes pouco de cada vez e assim a perda de peso que falas não sendo em demasia só ajuda, eu precisava de ganhar 2 ou 3 quilos pelo menos...

Joaninha disse...

Já vejo porque é que a Emiéle deixa aqui os posts tão cedo - a malta que a visita também é madrugadora, olaré!!!

(Maria, a visita a este blog é um pequeno vício, não é? a gente começa e depois habitua-se...)

OK, meninas, eu invejo-vos mas não consigo! Sei como é que deve ser, mas o pior é seguir as regras. E agora aqui a descrição que a Maria fez das suas tardes numa casa perto do mar, huuummm... quem me dera lá!!!!
E este fim-de-semana a Emiéle que me desculpe, mas nem aqui venho, vou já hoje para fóra (talvez interrompa um pouco de domingo, 2ª e 3ª mas começo umas férias que só acabam a no dia 15!
IUPI!!!!

King disse...

Mas olha que hoje deve voltar o teu apetite, que isto está muito nebuloso
(não estou a falar das eleições...)

Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria disse...

Joaninha, madrugadora, tenho dias que sou por obrigação, outros,talvez, efeito da
época...
Boas férias Joaninha e se porventura passares por um lugar à beira mar e não muito longe do campo, é aí mesmo que eu estou, bate à porta que serás bem-vinda!

(reparo que me expressei mal no comentário anterior:não nos devemos descuidar de beber...(água)assim é que é!)

zorro disse...

Eheheheh!!!
Realmente certas palavras 'descontextualizadas' ficam de morrer!
Maria!!! Oh, mulher!!«Comes os miúdos» criatura!!!
:)))
(pronto, pronto, tiveste logo o cuidado de acrescentar o 'salvo seja', mas tive de me rir!)

De resto, cá por mim alimento-me bem (viram a minha cautela?!) e se formos espreitar os petisquinhos que o amigo Zé Palmeiro deixa no blog dele, ainda ficamos com mais apetite!!!
De resto a minha roupa de Verão ou de Inverno não muda muito, são quase sempre jeans, e a camisa que só muda o comprimento da manga.
Pfff... Dietas? Nã preciso! Sou muito elegante, é o que é|!

kika disse...

Que giro, a Maria revelou no seu convite à Joaninha, o que nós do Norte, pensamos acerca dos lisboetas, embora eu nem saiba de onde a Maria viva... Nós por cá somos mais hospitaleiros!!!
Não quer dizer que a Maria tivesse de o ser , pois tudo isto é virtual,mas a frase "e se porventura passares....."lembrou-me de imediato, se calhar um mero preconceito, que os lisboetas convidam , mas não dizem a morada.( não se zanguem comigo..)
Apetite no verão vai de encontro ao que todas nós desejamos baixa
e ainda bem para os trapinhos nos assentarem melhor.

Maria disse...

Zorro, ainda bem que tu achas-te graça! Mais à frente, a corrigir o comentário anterior, aconselho as pessoas a beber...eheheh (ainda dizem que madrugar vais bem)!

fj disse...

É como diz King, aproveita bem hoje, o fastio deve regressar breve.

Maria disse...

Joaninha, se aceitares o meu convite rsf para o "contacto" que está no meu perfil do "blogger", ir-te-ei buscar ao aeroporto.

Joaninha disse...

'Brigada, Maria!!!!
Ena, ena, boleia desde o aeroporto!
..........
Acho que ainda não vai ser desta, mas se calhar fica em standby.
Quanto a essa coisa do norte versus sul, há algumas ideias-feitas, mas enfim... Creio que depende é muito do feitio das pessoas.
Olhem ali o Zé Palmeiro que é bem do sul e está farto de dizer que se formos aos Açores ele também nos acolhe o melhor possível :) E idem aspas, quem venha cá abaixo não tenho casa junto ao mar, mas ainda acolhe com gosto umas visitas.
Um abraço sincero, Maria.

Joaninha disse...

FJ, achas que o calor ameaça voltar? Este fim de semana está fracote. Muito escurinho para praia. Nem 8 nem 80, caraças!

josé palmeiro disse...

Vamos lá por os pontos nos "is". Isto de hospitalidade, não se mede entre o Norte e o Sul. Somos ou não hospitaleiros, sejamos de que região formos e há de tudo, em todo o lado. Folgo saber que os há, depois, é encontrá-los!!!
Quanto ás comidas e ao calor, entendo a Emiéle, mas tudo tem o seu contexto e, depois, parece-me que o que ela quer, no fundo, dizer é que devemos comer pouco de cada vez e muitas vezes. depois os calores e os frios, farão o resto, associados aos contextos.
Hoje, na "sesta", deixei lá umas "Lulas do Algarve", que desafiam toda e qualquer falta de apetite, então com boa companhia, nem se fala...

josé palmeiro disse...

Deixem-me só acrescentar uma concordância que não é de desprezar.
Estou com a Maria no que concerne ao pequeno-almoço, sem um, de qualidade, não funciono.

sem-nick disse...

Metendo a minha colherada, a verdade é que de inverno ou verão o que costumo comer não altera lá muito. Obviamente que pratos de forno não apetecem de Verão, e prefiro uma cervejinha a acompanhar mas é a alteração que faço.
Também é sabido que os homens (sobretudo se 'menos novos') não se ralam assim tanto com a elegância. É uma preocupação mais feminina, abençoadas!!!
:)

Hospitalidade, é verdade, que o Norte tem essa fama. O que eu penso (por alguma experiência) é que é mais Cidade versus campo. a malta do campo costuma ser mais hospitaleira, sai lá porquê, e quanto maior a cidade pior.
Já experimentaram ser convidados por um parisiense para a sua casa?! E eu vivi em Paris! NUNCA me aconteceu.
Feitios...
:)

Emiele disse...

Olá amigos!

Passo agora por aqui porque logo à tarde já nem venho a casa, sigo directa para o fim-de-semana (com chuva e tudo, quero lá saber!!!)
Pelos vistos a conversa vai animada...
Maria, também me vou fazer convidada, olha lá! Já tenho aqui uma listazinha de convites, de norte a sul. Desde o Farpas em Canas de Senhorim que já disse que me recebia lá, ao amigo Zé palmeiro nos Açores, passando pelo Alentejo (a Mar) e outra amiga no Porto, tudo gente que só conheço aqui do blog, faço uma volta a Portugal que é uma maravilha...
:)

Maria disse...

Emiéle,
Com todo o prazer! Aliás, convidar-te, seria minha intenção, assim, como, a todos os outros amigos do "Pópulo" (estava a ganhar confiança para...). Hoje, fi-lo, em particular, à Joaninha, por ela ter dito que ia de férias. Então, quando vierem aos Açores visitar o José Palmeiro, apanham o barco ou o avião em São Miguel em direcção a, ocidente e assim, ficarão a conhecer a ilha onde eu moro!
("claro, mais claro não há!")