sexta-feira, junho 05, 2009

É possível?!

Manigâncias nos Cadernos Eleitorais, todos sabemos que se passavam no «Estado Novo».
Mas como pode ser que, na actualidade, se desconfie de que exista quase um milhão de pessoas recenseadas, a mais !!!


???????????????????????


Quem faz os censos?
A ser verdade, a percentagem de abstenção pode ser muito diferente. Que ela é alta, sabemos bem, contudo pode afinal não ser tão alta como isso.
Vão refazer as contas?
É que as eleições são depois de amanhã, lembram-se?...



8 comentários:

Maria disse...

Um dos meus filhos ao fazer o cartão de cidadão, no ano passado, ficou automaticamente com nrº de eleitor, talvez seja esta a futura forma de recenseamento?!
Votar - não me vou esquecer, em branco não vale a pena, no sentido de anular as eleições!

Joaninha disse...

Realmente, mais de 9 milhões e 500 é estranho porque creio que nós somos 10 milhões... Ainda por cima sei de alguns jovens que nem se foram recensear por fastio, por dizerem que não se «interessam por política», por desleixo, eu sei lá.
Se são mais de 9.500 os eleitores algo não bate bem.
Mas a quem beneficia isto. Não entendo.

King disse...

Um milhão é mesmo muuuito! Claro no cômputo geral de um país com 10 milhões...

Vamos lá ver, no Domingo, quando os números falarem em 80% de abstenção, a gente vai pensando «Huuummm... talvez sejam só 75%...»
:)

zorro disse...

80%?
Se calhar...
Prevejo que estas vão ser as menos concorridas desde sempre.

kika disse...

A responsabilidade pesa sempre nesta altura de eleições e afinal é a unica arma que temos, pelo menos eu.... há quem tenha outras!
Dificil... se calhar dava-me jeito asim como que uma intoxicaçãozita alimentar, sei lá!!

fj disse...

A 4 dias nada há a fazer...
É mesmo assim Maria, vai ser para todos, julgo.Concentração de informação, assim me parece.

josé palmeiro disse...

Só espero que o facto de ter feito o cartão de cidadão, não me tenha duplicado o recenseamento, que no meu caso era o meu e da minha mulher.
De qualquer forma, vou votar, na certez de que vou contribuir para afastar o espectro da maioria absoluta.

sem-nick disse...

Absoluta?!....
A maioria absoluta vai ser da abstenção (e esmagadora!)
E talvez se veja um percentagem apreciável de votos em branco, pelo que tenho ouvido.