terça-feira, junho 02, 2009

Em directo

Todos sabemos que há acidentes, que há desastres, que há guerras.

Sofremos com isso, ficamos impressionados, chocados como é natural. Quem quer que tenha alguma sensibilidade, aflige-se com essas notícias.
Mas ultimamente as notícias passaram a ser em directo, ou quase.
Chocante, mas assim é.
O ataque do 11 de Setembro foi transmitido em directo para todo o mundo. Depois, desde o início do ataque ao Iraque, que nos habituámos a ver as guerras em directo. Ontem, soubemos que um grande avião, com duzentas e muitas pessoas caiu ao mar, entre a América do Sul e África. Mas saber que os passageiros, ao darem contam do que se estava a passar, enviaram mensagens de sms à família dizendo "Estou com medo" ou "amo-te" como uma despedida, é de arrepiar!

Assim como a falta de sensibilidade que faz com que um locutor, se lembre de dizer que "felizmente não havia nenhum português"
Vale tudo. Notícias em directo, e … vá lá que afinal o nosso compatriota não embarcou (ainda bem) e assim morrerem os outros…!

Que mundo, caramba!


18 comentários:

fj disse...

Totalmente de acordo, julgo que está tudo dito.

Mary disse...

Fui ver o blog da Hipatia para entender melhor o comentário. Muitíssimo de acordo!
Felizmente????
Claro que felizmente para o senhor e sua família, ainda bem para eles e fico contente que assim fosse, mas a verdade é que só seria «felizmente» se o lugar dele tivesse ficado vago o que creio não se ter passado. Se alguém o ocupou então «infelizmente» para quem entrou naquele avião, não é?!

E o estilo de permanente «big brother» é insuportável!!

Joaninha disse...

Exactamente, «ao vivo e a cores» é que interessa.
E se meter sangue e lágrimas, ainda melhor.
GRRRR!

sem-nick disse...

Olha!
Não é que me escapou este?!

....

Por vezes chego a pensar se não estamos a bater demais no ceguinho, mas -bolas!! - este ceguinho merece!....
Não sei o que ensinam nos estudos superiores de jornalismo, mas se calhar a MMG é lá professora...
Só pode!

Emiele disse...

Sem-nick, o ceguinho merece isto e muito mais!!!
Também penso que a inefável Moura Guedes deve ser professora sim senhor, numa dessas escolas que para aí nasceram por tudo o que era sítio...

Maria disse...

Já tinha comentado ontem no "Voz em fuga"; pelo menos dois locutores disseram "assim", eu ouvi na sic e a hipatia na rádio. Já são muitos formatados nesse modelo (frenético) que os leva a preencher "peças jornalísticas" (de nada) e a não reflectir...

King disse...

Hoje só se fala nisso, no acidente! Bem sei que é importante mas é um tema pesado e não ajuda se começarmos com paranóias. Nem imaginam a quantidade de pessoas a quem esta situação avivou a medo de viajar de avião.
É certo que é perigoso, como se viu mas...
Toda a gente anda de carro e falando por mim próprio, não há uma única pessoa das minhas relações que tivesse morrido num acidente aéreo, e contudo conheço (conhecia) 5 que perderam a vida em acidentes de estrada.
É bom não empanicar!

Maria disse...

Emiéle, não referi as imagens, elas são duma subtileza!!!!

josé palmeiro disse...

Antes de mais, um BOM DIA a TODOS!!!
Está tudo bem se exceptuarmos uma arreliadora "pane" daquelas que acontecem a quem mexe, sem saber. Devo ter mexido num aplicativo qualquer e desactivei-o, pelo que, estive todos estes dias sem net. Hoje, apesar de ainda nada estar resolvido, descobri uma zona "livre", trouxe o portátil e cá estou, a dar os bons dias a todos.
Quanto ao que escreves, também ouvi e registei. è um martírio ter que ouvir estes locutores, dizerem as asneiras que dizem, sem o menor pudor e ofendendo toda uma comunidade.
Como diz a Mary são,"insuportáveis"!!!

zorro disse...

Tinha estranhado do silêncio do Palmeiro, mas enfim, ele não tem nenhum contrato connosco...
Só que nos habitámos e vê-lo por aqui e no «Sesta».
Contudo, este fim-de-semana fizemos quase todos gazeta (excepto a Maria, grande Maria!!! e talvez a Kika, não reparei bem se também por cá tinha passado)
....
De resto os nossos media são o que são. E noutros lados também se vê muita parvoíce - os tablóides ingleses são de vomitar.
O que chateia é que em Portugal agora parece que tudo são tablóides....

kika disse...

Concordo inteiramente. Que mundo!!
No que respeita aos tabloides, é só ver o Expresso no que se transformou..A ganância ganha em todas as frentes.BOA TARDE ZÉ PALMEIRO, tudo bem?( isto tem a ver com o post de cima)

estrela-do-mar disse...

Eu também ouvi na SIC e pensei exactamente o mesmo.
Que falta de sensibilidade....

Emiele disse...

Ainda bem que o amigo Zé Palmeiro está bem e recomenda-se e não se perdeu nas brumas açorianas. Fiquei apreensiva, não só com a ausência do Pópulo (enfim, acontece) mas com a ausência do «Estou na sesta».
Quanto aos nossos media é mesmo pena que estejam a ir por esse caminho porque «não havia nexexidade»...

Hipatia disse...

Estou tão fartinha, amiga! E tão cansada! Às vezes passo-me mesmo, especialmente quando o absurdo cai no fim de tarde de uma segunda-feira do demo e o grau de tolerância à imbecilidade se abeira assustadoramente do zero.

Emiele disse...

Olá Hipatia!(não digo «Então, bem disposta não é verdade?!»
:)
É tal como dizes há dias onde as coisas ainda soam pior do que noutros dias em que já são maus...!
Não há paciência!

catarina campos disse...

Pior ainda. Aquela notícia dos sms's é completamente mentira. Foi uma pergunta do jornalista, foi desmentido e continua a rolar. é incrível!
(ver aqui os links da notícia e desmentido, desculpa ser em twitter formato mas é mais pratico:

http://twitter.com/catmagellan/status/2007123097

Castanha Pilada disse...

É verdade, foi uma saída infeliz como o caraças.

Emiele disse...

UPS!
Tinha respondido à Catarina (achava eu) fui cirandar um niquinha e agora vejo que a minha resposta não chegou a entrar e já tenho outra opinião da Castanha Pilada.
Recapitulando:
Tinha dito à Catarina que se ainda por cima a coisa foi inventada, se possível ainda piora tudo! Pensamos que não se pode descer mais, mas enganamo-nos... Eu até sou amiga de malta que é jornalista, e os meus amigos são impecáveis! Como é que se pode esquecer a ética varrida por interesses de venda de jornais ou de estações, é que é incrível.

Pois foi Castanha. Há dias onde nem deviam abrir a boca. E (não foi este o caso, vá lá) quando decidem fazer graça com coisas sérias?! Já tenho ouvido e ficado pior que estragada.