segunda-feira, junho 01, 2009

Dia da Criança

Todos sabemos: Não pode ser «Um dia» deveria ser sempre.
Como todos os «Dias de ...» (da Mulher, da Mãe, do Pai)
Mas estamos também fartos de saber que é simplesmente simbólico.
Meninos que nos ocorrem:



11 comentários:

Joaninha disse...

Tinha de ser, não é?!
:)

É «uma colecção» que nos faz sorrir.

zorro disse...

Podiam ser os meninos do meu Bairro.
:)
Tá giro, mas contra o teu costume, falta alguma universalidade. Os «outros» os maltratados, sem direitos, etc..
OK, estavas bem disposta e a coisa saiu assim.

sem-nick disse...

Vivam as crianças!

Maria disse...

Esforcemo-nos por fazer cumprir os direitos das crianças, no "Papel" desde 1959,comecemos pelo "Princípio 1º." e os outros virão por acréscimo...

kika disse...

Têm direitos? Dia mundial? Precisam disto tudo , por serem tão indefesas e quem as defende? Na minha opinião estes mundiais não sei de quantos, não servem para nada!!

King disse...

A kika hoje acordou mal disposta, anti-criancinha.
Alguma lhe fizerem!!!!

Bem não vou repetir o eterno Alberto Caeiro, mas eu gosto de crianças. Afinal todos nós o fomos. E já lá não voltamos.

Emiele disse...

Em 1959 como «Direitos» mas desde 20 de Novembro de 1989 como Convenção que Portugal assinou no ano seguinte - em 21 de Setembro de 1990. Uma Convenção é uma «super-lei», devíamos cumpri-la todos os povos que a assinaram (ratificaram) e contudo...
Kika, como disse nas poucas linhas que escrevi, os «dias de ...» são discutíveis, mas apesar de tudo são uma chamada de atenção para questões que não estão resolvidas.
E se nalguns países da Europa de Oeste as crianças têm resposta mais correcta, no resto do Mundo é só reparar.

Maria disse...

Completaste e assim tem mais força!

kika disse...

Adoro crianças !!! E tenho o mais profundo respeito por elas defendo-as em tudo. Só não tolero faltas de educação e aí apenas remeto a responsabilidade para os pais.
Fiz-me estender mal com certeza. Agora há dias mundiais para tudo , que não produzem qq eficácia.Veja-se só o dia da mulher e vemos morrer por violência em media 2 por mês, isto no nosso rectângulo para não ir mais longe etc etc, e acho que os mais fracos e fragilizados cada vez são menos respeitados numa sociedade em que os valores morais estão a ficar "out". As crianças não são respeitadas na sua dignidade, na sua saude, na sua alimentação no seu tempo de brincar , no seu sono , e isto quase se pode dizer duma maioria.
Olha King e por acaso não acordei muito bem, adivinhaste!!!

Saltapocinhas disse...

Os meus hoje brincaram todo o dia... mas a brincar lá foram escrevendo uns textos e fazendo umas contas à conta de um jogo que lhes arranjei...

(adoro aquela música do Patxi que tens ali atrás!!)

Emiele disse...

Sabes Kika, o tipo de comentários que escrevemos assim, num blog, sendo exactamente uma conversa acaba por o não ser porque se podemos escrever palavras não podemos escrever 'entoações', e uma grande parte do que se diz, por voz, esclarece-se o sentido pela forma como o dizemos. este teu comentário que ficou mal entendido, foi dos tais casos. Lido à letra era uma coisa, o que estava no teu espírito, era outra.
Com o esclarecimento podemos então concluir que estamos todos de acordo (aqui!) :)

Saltapocinhas, olá!
Imagino com facilidade que mesmo tendo «dado um feriado» aos teus meninos deves ter aproveitado para que isso fosse útil. É essa faceta que mostra «o gene» de professora...
'Brigada, pela concordância com a música. Eu escolhi-a por ter sido uma das que mais gostava quando o ouvia vezes sem conta (ainda em vinil, que é o disco que tenho...)