sábado, março 14, 2009

Olho por olho? Nã, nã...

Afinal, quando o «homem morde o cão»...
...é condenado

E nós a supormos que era uma imagem batida para falar de um facto invulgar.
Acontece.
Assim de igual para igual - ora agora mordes tu, ora agora mordo eu.
E acaba mal para o mordedor humano.
Para perder a mania.

Mas homem e cão podem ser tão parecidos:


6 comentários:

AB disse...

Como os casais cohabitantes durante muito tempo também.AB

zorro disse...

As imagens estão espantosas!!!
E foi muito bem feito para o homem que mordeu o cão. Não se faz.
Só não entendo porque é que o «mordido» não ripostou. Ia ser uma luta de cães, perdão, uma luta de cão/homem como nunca se viu..!!!!

kika disse...

Uma foto do meu ex-canichinho, que saudades, só que neste caso a foto não tem nada a ver comigo. Se calhar aí está a fatalidade da separação.Quem sabe? "Olho por olho? Nã,nã..."

sem-nick disse...

Este tipo de imagens são espantosas!

É mesmo como diz a AB, certos casais, ao fim de algum tempo também se ficam a parecer um com o outro. Até fisicamente!!!
É um gozo!

josé palmeiro disse...

Depois do cão o ter mordido, alguma coisa ele lhe fez, só podia fazer o que fez para se tornar notícia. Bem aplicada a multa e a restante condenação.
Um "bicho" destes, não merece ter cão!

Emiele disse...

Primeiro, achei graça à notícia por ser uma paródia àquilo que dizem ser «noticia» - o homem que morde o cão e não o cão que morde o homem.
Mas, apesar destas imagens serem antigas, sempre achei graça à semelhança humano-canino nalguns casos.
Conheço uma sujeita que é exactamente a imagem da última, tal e qual. Mas essa não tinha cão. Acho que lhe devo oferecer um daquela raça, a condizer com ela!