quinta-feira, março 12, 2009

Ih, tanto dinheiro!!!!

Três milhões de dólares?!
3.000.000 dólares?... (e parece que entretanto tinha sido apanhado mais um milhão, o que arredonda a conta para 4!)
Muito dinheiro e ainda por cima de alta qualidade
OK, eram falsas, mas muito bem feitas, por aquilo que dizem.
Ora aqui está uma exportação importante, heim?! A PJ afinal anda mais atenta do que o Banco de Portugal. Os falsários devem estar bem tristes que esta investigação não tenha sido feita pelo Dr. Victor Constâncio, que ainda talvez arranjassem uma boa explicação e se safassem.

7 comentários:

AB disse...

Isto não é da competencia do Banco de Portugal.Aliás as competencias do Banco de Portugal,defenidas na lei,inibem(ao que parece ao Dr.João Salgueiro)qq intervenção do seu responsavel máximo que não seja receber o cheque ao fim do mês.(e é uma canseira)AB

King disse...

Mas que raio, porque é que acharam que era falso?
Se calhar abriram ali em Moscavide ou onde era, uma sucursal...
Que isto de «fazer dinheiro» deve ser uma indústria que ... faz dinheiro! Ou a lógica é uma batata!

E uns eurozinhos, não há cá nada?...

kika disse...

Com tanta falta de liquidez, a ideia não parecia má... e logo 3milhões!!

josé palmeiro disse...

Tens razão AB. Eu vi e fiquei atónito.
Afinal, Salgueiro iliba Constâncio, uma maravilha, como é que ainda não tinhamos entendido uma coisa tão óbvia.
Quanto àquelas notas, não sei se não seriam tão falsas como as que por aqui correm...

Emiele disse...

Há que definir o que é isso de "falso" não é' Diziam que é moeda que é cunhada ou impressa ou lá o que é, e não tem o seu valor em ouro lá nos cofres não sei onde (será da casa da moeda? Não creio.
Sabe-se lá se estas que apareceram lá em Alfragide ou onde foi, não terão mais correspondência do que os nossos «euros»?!

Saltapocinhas disse...

eu, que não percebo nada de economia nem de finanças, acho estes crimes muito engraçados!

se eu fosse criminosa, era para fazer notas falsas!!

Emiele disse...

Acho que é preciso muito talento, Saltapocinhas... não duvido que o tenhas, mas o espírito vigarista é mais aparentado com o dos senhores banqueiros cá na minha opinião.