quarta-feira, março 11, 2009

Aleluia?

Em Outubro do ano passado falei aqui no blog numa vigarice feita através de telemóvel que me indignou bastante.
Contei num post aquilo a que chamei
Um roubo «moderno» e até acrescentei depois a continuação da história em Roubo Moderno II . Podem ir lá espreitar se estiverem esquecidos deste drama.
Foi uma situação indecente, em que uma família se viu espoliada de uma quantia enorme no caso que contei, (bem maior do que porque os 40 ou 50 € de que se fala nesta notícia ) porque o telemóvel em vez de ser de «carregamento» era de assinatura, e a terrível conta chegou só no final do mês...
É curioso que não só estes posts tiveram comentários de pessoas solidárias, como me enviaram links para outros blogs que relatavam histórias muito semelhantes, o que deu para perceber que esta fraude estava a espalhar-se que nem mancha de óleo. Mas o certo é que depois de se pagar era difícil recuperar esse dinheiro extorquido de um modo tão fraudulento.
Muito bem. Parece que afinal a indignação deu frutos.
Ficamos a saber que a partir de agora será mais difícil ser alvo de burlas nos telemóveis . Saiu uma lei que permite à Anacom fiscalizar estes serviços e impõe restrições aos mesmos.
Ao menos se se cair numa armadilha, podemos protestar, e se estivermos com cuidado podemos ver bem onde se põe os pés para não cair nos buracos!
Não era sem tempo!!!!
E quem já foi vigarizado? Vai a tribunal?....




12 comentários:

AB disse...

Sentes-te vingada,então!Decide se vais a tribunal ou se a Deco te resolve o problema .AB

kika disse...

Acção retroactiva neste tipo de legislação? Não creio , mas foi bom darem estas armas de defesa ao consumidor

Mary disse...

É um «pouco de aleluia» no sentido de «já não era sem tempo»!!!!
Também pelo meu lado tenho ouvido falar nessas coisas. É certo que existem empresas honestíssimas que apenas vendem aquilo que há quem queira comprar. Não vamos medir todos pela mesma medida, mas oportunistas desses agora são aos magotes!

Fui reler os teus posts e já nem me lembrava de que a quantia tinha sido tããããõ grande! Trezentos euros?! Livra!!!

zorro disse...

Ainda bem.
Vamos ver o que a coisa dá.

Pelo menos agora teremos uma pausa enquanto pensam no modo de controlar a lei. E já agora os callcenters ou lá o que é que nos ligam para os telemóveis!?! Como é que eles tê, acesso a esta coisa?... Eu fico furioso se atendo uma chamada e me querem impingir qualquer coisa. Bolas!!!

Anónimo disse...

Muita gente se tem queixado, mas o complicado é que alguns destes vigaristas não residem em Portugal. São firmas que se situam não se sabe onde. por isso é que eu acho que os operadores dos telefones é que deviam ser também responsabilizados. Não deviam «abrir» esta facilidade sem garantir que a coisa era honesta!

Joaninha disse...

Este (ou esta) anónimo tirou-me as palavras que vinha dizer.
Há um ditado que diz que «tão ladrão é o que vai à vinha como o que fica de guarda» e neste caso quem 'ficou de guarda' foi a TMN ou Vodafone ou lá quem foi a empresa de comunicações!!!

Ainda fui reler os teus posts, porque já nem me lembrava. Que grande golpe, bolas!!!!

King disse...

Estive a ler o artigo.
OK, a publicidade enganosa, e o não se saber o que estamos exactamente a 'comprar' fica mais esclarecido.
Mas o caso que relatas nos posts anteriores (e que depois foi confirmado por muitas gente que deixou comentários) nem é disso que se trata. Ali ninguém pediu nada, nem foi ao engano. Foi um serviço que foi impingido, e à má fé! Também acho que a TMN deveria ser responsabilizada!

josé palmeiro disse...

Mais um "conto do vigário", agora suportado e ampliado pelas novas tecnologias. Tribunais, isso só para o ano 2020. já ninguém se lembra de nada. nestas coisas o mal é pagar. Porque não deixar o telemóvel de penhor?

fj disse...

hmmmm.Estou com kika e anónimo.

Emiele disse...

A verdade é que o correcto seria de facto a empresa responsável porque a vigarice se tenha concretizado assumisse essa culpa.
Mas quem é que tem dinheiro para levantar um processo desses?... pagar advogados, as custas, esperar anos e anos...
Huumm.. É das tais coisas que apesar de irritar sempre faz mais sentido ficarmos por aqui e mais ou menos satisfeitos que a lei agora não permita que isto continue.

Castanha Pilada disse...

A sério? Não estava ao corrente...

Emiele disse...

Sorte a tua, menina!
Nem calculas ao que escapaste!