quarta-feira, dezembro 10, 2008

A realidade a imitar a ficção

Não sei se se lembram de um filme do Hitchcock (era um filme curto, para tv imagino) onde uma mulher mata o marido batendo-lhe com uma perna de borrego congelada, e nunca se descobre a arma do crime – nem quem era a criminosa – porque ela depois a assou no forno dando-a de jantar ao polícia que investigava o crime?
Afinal, a realidade pode ser semelhante:
Um ladrão apanhado em flagrante, foi atacado por várias pessoas entre as quais uma que brandia um peru congelado.
Mas, pelo que se viu a força do ataque não foi tanta como a da senhora da perna de borrego, porque ele ainda fugiu uns metros.
Não se sabe se o peru foi assado e servido a quem apanhou o ladrão.



13 comentários:

king disse...

Lembro sim senhor!!!
Mas essa história já a li em livro. Se calhar contos do Hitchcock.... tenho um livro com histórias dele.
Agora o peru congelado é óptimo.
final o gajo foi agredido com o que cada um tinha à mão. Se levasse um saco e guardasse tudo ainda poderia fazer uma jantarada...

Emiele disse...

Olá King!

Eu acho que vi essa história num canal da TV mas tenho uma ideia de que se inspirava realmente num conto de um escritor policial.
Essa ideia de «aproveitar» os projecteis dava para um ladrão esfomeado, aquele não sei se o seria que fugiu de carro. Pelo menos tinha para gasolina...

Mary disse...

Emiéle até tu não leste bem a notícia!!! Ele não tinha era para a gasolina. Primeiro atacou um posto da dita, e depois lembrou-se de levar um carro que devia ter já o depósito cheio...

Um carrito dá sempre jeito!

AB disse...

Pobre perú.Começa a ser como a baguette francesa.Serve para tudo.AB

Pedro Tarquínio disse...

Esse 'filme' passou no Hitccock presents. Não sei se o realizador era o próprio.

josé palmeiro disse...

Quem se não lembra do Hitchcock!
Agora nesta história, ele deve só ter apanhado de raspão com o perú, porque se fosse em cheio, fica lá e já não levava o carro. Conclusão: O perú, não fez o seu papel!!!

sem-nick disse...

Também me lembro do filme. o Pedro tem razão, foi no «Hitccock presents» que até tinha aquela música muito característica.
O Zé viu bem a coisa - se o perú congelado e tudo o tivesse atingido em cheio o tipo desfalecia de certeza! Foi só de raspão!
lol!

Emiele disse...

Ai AB as baguettes que serviam para dar umas 'baguettadas' nos putos que eram desobedientes, é imagem que nunca se vai esquecer!!!! O uso que os franceses dão àquele pão é coisa de pasmar.
......
Quanto à assassina da perna de borrego, foi tal como vocês se lembram, mas acho que a história era de facto do Hitccock porque mais tarde li-a num livro de contos do dito. E a perna deve dar para agarrar melhor mas quanto a peso um peru bem atirado até deve fazer mais estragos!...

kika disse...

Um pobre perú pode salvar uma vida, e nós como recompensa vamos come-lo no Natal.Eu fico-me pelo bacalhau , polvo e penca...

Nós, Os Cachorros!!! disse...

Kakaka
Como adoro entrar nesse blog!!!
Mas, que povo com tanto humor!!!
AB amei o comentário sobre as "baguetes"!!!
O Peru então... Nunca tinha visto nada igual...
Nessa Terra aqui todos são muito comportados... rs Não temos notícias como essas... rs
Amei o post!!!
Parabéns à todos pela alegria!!!
Abraxos pois vou dormir... rs

estrela-do-mar disse...

Antes de mais tenho de cumprimentar aqui o «cachorrinho nipónico» que imagina que aqui em Portugal somos uns bem-dispostos. Ai amigo, olha que não... Isto é muito sorumbático. A gente aqui acha que vocês brasileiros é que são uns bem-dispostos de 'alto-astral' como dizem. O contrário nunca se ouve!!!
:D
Esta história do peru é fantástica. Por cá andam para aí a atirar ovos à Ministra e coisas assim, mas um peru gelado a um ladrão de carros é coisa nunca vista1

king disse...

Emiéle, sou eu que sou embirrento ou essa coisa dos «últimos comentários» empancou?
Os 'últimos que aparecem tem quase um dia de atraso....
Estou a exagerar, mas aquele que eu vejo é o da Joaninha de ontem às 6 da tarde!
A gente anda para aqui fartinhos de escrever e...nada?!

Emiele disse...

Kingzinho, não és nada embirrento, isto de vez em quando 'bloqueia' mas não me peças para desbloquear que não faço a menor ideia do que se passa. Sou a primeira a reparar nisso, mas...
É chato porque é sempre interessante ver se entraram comentários e de quem, mas contece estas coisas.

Pronto, quanto ao peru e à perna estamos conversados. E também achei giríssimo o meu visitante brasileiro achar que temos humor quando a gente pensa exactamente o mesmo deles! :))