sexta-feira, dezembro 12, 2008

Era bom, era...

A coisa anda má.
Por todo o lado.

Mas, como o RAP nos explicou ontem na «Visão«, com a sua argúcia de sempre,
nós em Portugal já estamos mais do que habituados à crise. Andamos nisto há anos, e esta experiência tem-nos enrijado, agora nem ligamos à crise, que afinal é só «mais uma» pff...
Os outros países, menos habituados a esta situação é que se ralam.
Agora os metalúrgicos alemães descobriram a palavra de ordem que por cá já quase nem se consegue ler nas paredes, tão apagadinha está:
«Os ricos que paguem a crise!»

Oh amigos, aos anos que a gente o pediu.
E vejam bem o resultado a que se chegou!


9 comentários:

king disse...

lol!!!

Mas lendo bem as exigências dos alemães a coisa faz sentido. Era bem bom que se aplicasse por aqui. Mas no nosso caso os pobres é que pagam a crise dos ricos.
Tens de fazer desbotar mais o teu mural...

AB disse...

Aliás a senhora MerKel não anda a entender-se com o Sarko e não é só por causa do narcisismo da criatura.AB

AB disse...

Aliás este mural devia ser refeito.O que lá devia estar era"pobres paguem JÀ a crise dos ricos"(já deve ter saido em DR.)E o JÀ é uma urgencia revolucionária....AB

king disse...

É isso AB.

Eu estava a sugerir que deviam trocar os termos «Os pobres que paguem a crise» mas faltava o JÁ!
Lá narcisistas acho que são os dois. Bom, ele é mais!....

josé palmeiro disse...

Concordando com os anteriores comentaristas eu, refazia o mural com uma frase afirmativa, assim:
"Em Portugal, os Pobres, pagam sempre a crise, para quê, mudar?"

sem-nick disse...

Huuummm...
Eu cá não sei.
Esta crise não se consegue pagar.
Nem pobres nem ricos, ela anda por aí a mandar em nós e prontos!

A crónica do RAP está giríssima!!!!!

Joaninha disse...

Olha que este mural ainda está muito legível....
Devias tê-lo apagado mais, há para aí umas 'palavras de ordem' tão desmaiadas que faz dó.

De resto esta crise é.... impagável! Só buracos como o das meias.

AB disse...

Porque raio é que os meus comentários ficaram ao contrário?AB

Emiele disse...

Como é «ao contrário»?
O segundo entrou antes do primeiro?
Mas olha que neste caso não fez qualquer diferença!
..........
Não é só o mural que está apagado, tudo isso está muuuito para trás.
(Aliás a Joaninha disse que eu devia tê-lo apagado mais e até foi o que diz: tentei 'apagar' um pouco a imagem original que tinha as cores impecáveis)