quarta-feira, outubro 08, 2008

Tudo é relativo

Ontem esteve um dia mau.
Enfim, mauzote...
Choveu o dia quase todo, a temperatura baixou, enfim pode dizer-se que chegou o Outono, o que é natural, mas a gente franze o sobrolho quando tem de sair para a chuva ou sente a temperatura baixar.
Foi um bocadinho,
muito poucochinho, mesmo. O suficiente para pôr um cobertor na cama e vestir um casaco quando saí para a rua.
Ora o engraçado é que estou agora a meio da leitura de um romance sueco. Passado na Suécia. Bom, naturalmente, o clima é um pouco diferente deste que me estava a arreliar.
Lá, estava-se no Inverno quando a história começa e o protagonista vai resmungando (tal como eu estava a resmungar) com o frio.
Mas a coisa amainou, e no princípio do capítulo 10, página 175 leio:
«Então o tempo mudou e a temperatura subiu gradualmente até uns amenos dez graus negativos»

Que agradável!

Uns amenos dez graus negativos !

É melhor eu 'recolher' os meus resmungos.
É que fui confirmar, e ontem estiveram em Lisboa cerca de 20 graus... positivos!!
Pois é.
E achava eu frio... (em relação ao mês anterior com certeza!)

12 comentários:

king disse...

Uns AMENOS (?????!!!!!) 10 negativos?
Nem imagino!
Afinal o nosso clima é mesmo temperado.
E bem temperado, só produtos naturais, assim azeite, limão, etc....

Joaninha disse...

:))))

Realmente é muuuito relativo!
Nem imagino o que seja tais temperaturas. Mas imagino que para além de estarem habituados, também tenham outras defesas. As casas não são como as nossas de certeza!
Cá temos paredes fininhas, vidros simples, as janelas e portas não estão calafetadas... tudo isso 'desajuda'.

estrela-do-mar disse...

Brrrrrr!!!!

Isso é frio a mais!
Nã, nã...
nem consigo imaginar!

sem-nick disse...

Se não erro nas contas, já eé a segunda ou terceira vez que nos falas de literatura sueca.
E é coisa que eu quase nem conheço...
Porque é que tens esses 'amores'??

Mary disse...

Mas a paisagem que descobriste é lindíssima.
E eles não morrem de frio.
Nem as plantas, afinal...

raphael disse...

Mas olha que aqui há a mania que o clima é «temperado» e rapamos um frio do caraças, porque se acha mariquice acendermos um aqueciemnto.
tenho mais frio aqui, em Portugal, do que nalguns desses países com tantos graus negativos.

Emiele disse...

Raphael, hoje voltaste em força!
Há uns tempos que não te via por aqui!!!
E estás cheio de razão. acabamos por apanhar mais frio aqui do que num desses países. Aqui há a mania de que não há frio...

josé palmeiro disse...

Tudo bem, mas as temperaturas, quer as altas, quer as baixas, não são o mais importante. O problema, reside, isso sim, nas amplitudes térmicas, e a nós, isso, não nos falta.

Emiele disse...

Olaré!!! Tens toda a razão.
Nós temos umas amplitudes de lhe tirar o chapéu!!!
Mas, sabes Zé Palmeiro, o contrário também não é agradável. Em Macau vivi dias onde entre a máxima e a mínima não passava de um grau. Não dá para imaginar o desagradável que é!....

Alex disse...

Pois estiveram uns amenos 20ºC.
Nós não somos suecos e 20º não é mais do que ameno; direi mesmo que é ameno para o frescote.
Se quero médico a tempo e horas sem fila desde as 7h da manhã o melhor que posso fazer é um seguro de saúde que se nota no orçamento. Paguei 117 euros pelos livros e cadernos (fora o resto) do meu filho que está na 1ª classe. Tenho gajos a tapar-me o portão da garagem, tenho lixo fora dos caixotes porque tenho 1 caixote para 3 prédios - 1 prédio com 3 blocos independentes, responde a Câmara... - MAS 20ºC É UMA TEMPERATURA AMENA A VIRAR AO FRESCO.
Põe os cobertores e refila, tens toda a razão!

Saltapocinhas disse...

como dizes, tudo é relativo!
um cabelo não é nada, mas na sopa!!

Emiele disse...

Essa do cabelo arrumou comigo, Saltapocinhas! É mesmo o exemplo da relatividade das coisas!!!!!! :)))

Tal e qual Alex.
Aliás neste livro (que já acabei de ler e no Verão passavam o tempo a fazer pic-nics, pudera!) a malta tem exactamente esse estilo de vida de que falas sem pensar dois minutos.Quando se sentiu mal, ligou o 112 de lá e a ambulância apareceu com o médico ainda não tinha pousado o telefone... Natural, não?