quinta-feira, outubro 09, 2008

Ana Gomes



Podemos pensar que ela é excessiva, que gosta de show-off, que é uma exagerada a defender as suas posições, sobretudo que é a «anti-diplomata».
Custa, por vezes, pensar que foi diplomata de carreira.

Eleita agora em Bruxelas a
«activista do ano» pela revista europeia The Parliament Magazine, uma publicação que promove anualmente prémios para os melhores deputados europeus em diversas categorias.
É um reconhecimento da sua força.

Não nos admiramos.

Cá em Portugal já lha conhecíamos...


6 comentários:

Mary disse...

Não posso deixar de sorrir.
É um furacão, esta sujeita!!!
Foi Timor, é a China e o Tibet, Guantânamo, ela não pára!

king disse...

Os meus sentimentos em relação à senhora são ambivalentes.
O estilo dela irrita-me um pouco. talvez essa faceta «anti-diplomata». Por outro lado tem a coragem de dizer alto o que muitos andam a bichanar.
Claro que estes prémios são agradáveis, mas nada me tira da cabeça que são um tanto 'negociados'... Tipo: «eu apoio-te neste e tu apoias-me naquele»

Emiele disse...

Se calhar tens razão, King. talvez estas coisas sejam negociadas.
Contudo não se pode negar que a senhora é uma ACTIVISTA.
Mais, era impossível!

Alex disse...

G´ANDA ANA !!!

Joaninha disse...

Controversa e tal e coisa, mas ao menos diz em voz alta aquilo que pensa!
Às vezes poderia pensar mais antes de falar, mas olha que prefiro assim.
Tem pegado em questões sérias e não as deixa cair.
Eu cá gosto dela.

josé palmeiro disse...

Eu, sou assim, pouco diplomata, digo o que penso, logo, alto e bom som.
A Ana Gomes, é assim e ainda bem. Talvez em reconhecimento pelo prémio, veio agora o gaverno Espanhol a confirmar que, pelo menos um dos voos da CIA, passou a estacionou em Portugal.
Quanto aos prémios, são cada vez mais como o King deixa transparecer.