domingo, fevereiro 07, 2010

Uma música ao Domingo

Quando era adolescente, esta era uma das músicas que punha a tocar quando andava 'pouco bem', porque sentia que me dava paz.
Pieguice?....
Ainda hoje me traz calma.

8 comentários:

Maria disse...

Belíssima Sonata,Emiéle. E, muito oportuna - como dizes - pela sensação de paz - fez-me bem ouvi-la:)) Mas, confesso, Emiéle,não seria essa a música que eu escolhesse, na mesma circuntância, na minha aolescência - com raras excepções - eu não era muito sensível à música erudita - uma questão de educação, cultura...
Um bom domingo...

Emiele disse...

Obrigada Maria.
Hoje passo por aqui a umas hora invulgares mas também é um fim de semana invulgar - estou mais ocupada do que o costume :)
Tens razão, mas a minha adolescência foi exactamente a altura onde mais apreciei a música clássica. Não sei explicar porquê...

josé palmeiro disse...

Bom dia a todos!
Depois de uma noite de tempestade, com ventos de mais de 100Km/hora, tivemos, trovoada, granizo e chuva forte. Dizia eu que, depois de uma noite assim, nada melhor que ouvir a Sonata, que nos ofereceste.
Gosto imenso, ouvia e ainda ouço com muito prazer a dita Música Clássica. Lembro os extraordinários programas do António Cartaxo na Antena 2 e mais tarde na RTP, um belíssimo divulgador.
Um facto ajudou neste meu hábito, o meu avô José, que era músico, tocava trompete, adorava ouvir e eu, fui na onda.
Só posso desejar que, os visitantes do Pópulo, rumem até à "SESTA", onde poderão ouvir uma outra proposta musical e, se decidirem recuar aré à sesta-feira, deliciarem-se com a poesia, uma décimas, de um poeta popular alentejano.

Maria disse...

Ah, mas eu gostava de ouvi-la nos nos espectáculos de ballett e, imagina, ópera - era já o bichinho pelo Teatro -o meu pai era muito amigo de nos levar a ver esses espectáculos:))

fj disse...

música já tudo dito.A nossa solidariedade com os açorianos, a tempestade está agora a chegar cá, atenuada claro.e sobre finanças regionais, qual a vossa opinião?
Uma boa noticia: para o ano poderá haver futebol todos os dias ! Parece que o campeonato da europa vai ter jogos ás sextas e ás segundas! Assim já pode haver transmissões todos os dias.Porreiro!

Maria disse...

Obrigada, fj, por te lembrares de nós - açorianos. O mau tempo,
felizmente, já passou e, quanto sei,
não fez estragos de maior. À falta de melhores notícias, fj, até eu fico contente com a notícia" - "futebol todos os dias" - mas só para o ano?! Não sei se aguento...:))

josé palmeiro disse...

Venho para dar uma satisfação ao FJ, apesar de ser uma nódoa em finanças mas, como ele nos pede a nossa opinião e eu tenho a minha, aqui vai.
1ª - Somos 9 Ilhas, bem distanciadas umas das outras, exetuando as do triangulo.
2º - A distância para a mãe "Continente" é bem maior.
São, quanto a mim, argumentos irrefutáveis para que haja uma discriminação positiva, favorável aos Açores, que nem o argumento de mais população, da Madeira, pode contrariar.
Acrescente-se, os anos de esquecimento, que esta Região teve, relativamente à outra em apreço.
Conclusão: - Posto isto, a justeza das coisas, ficará com quem a pratica, isto sem ignorar a extrema pobreza que existe na Madeira e aqui também, mas na Madeira empolada, porque tem estratagemas como o "off- shore" e o turismo, com um desenvolvimento e rendimentos, que bem distribuidos, dariam de comer às gentes de lá e de cá.
Se o que estão fazendo é bem feito, tal como o que fizeram em 2007, há que aferir, com uma supervisão atenta e veneranda e não "à la gardere", como é hábito no nosso país.
Resumindo, se se pode fazer alguma comparação diria que a Madeira està para o Algarve, como os Açores estão para o Alentejo. Daqui, tirem as vossas conclusões.

Maria disse...

Quanto à revisão da Lei das Finanças Regionais - em resposta ao fj - acho inoportuno, neste momento de crise que estamos a viver - as sacrifícios terão que ser feitos por todos os portugueses... E concordo com o o presidente do governo regional ao declarar que: "O processo levado a cabo pela oposição na Assembeia da República prejudicou a imagem nacional das autonomias(...)A Madeira pode ter ganho milhões, mas perdeu a simpatia de centenas de milhar de portugueses" (Carlos Cesar na RTP-Açores)
Peço descula, fj, por só hoje responder - não tinha reparado na pergunta...