domingo, janeiro 03, 2010

Uma música ao Domingo

9 comentários:

josé palmeiro disse...

Emiéle, esta, nestes dias e nos "outros", é sempre a canção apropriada.
Muito Boa Escolha!
Eu hoje, não publico nada, estou de despedida, dos meus filhos e netos, não tenho grande disposição, valeste-me tu com a tua canção, OBRIGADO!!!

Emiele disse...

Olá Amigo!
Achei que «devia» aos variados leitores que passam por aqui e me costumam ler, e a quem tenho mostrado uma faceta mais amarga e desmoralizada estes últimos tempos (tu bem o notaste...) a força desta cantiga que lembra essa simples verdade: cada dia é o primeiro dia do futuro.
E neste início de ano (e de década, até!) vamos acreditar nisso.
[as despedidas são tristes, mas na linha do que escrevi no dia do 'arco-íris', sem termos despedidas depois não podia haver o prazer do reencontro, não é?]

fj disse...

ZP força, isso custa sempre, lembra-te que ao menos não ficam muito longe. A Madeira já tem voos low cost( nunca percebi bem como se chega a certos preços, mas deve ser defeito meu, coisa para o Miguel nos explicar )? São seguros ou inseguros como os outros, agora não quero outra coisa, e tornam quase tudo acessivel. Ou será só para a Madeira?
é verdade. Pacheco Pereira diz que não é o fim da década, (ontem no público) vá-se lá saber...Força então e regressa aos comemtários.

fj disse...

E claro, a canção é bem escolhida!

josé palmeiro disse...

Voçês, são uns amigos, obrigado Emiéle e FJ. Já deixei uma musiquinha na "SESTA", o vídeo não entrou, mas entrou o link. Assim, também se lá chega.

Mary disse...

Em cheio!!!!
É mesmo isto que se precisava de ouvir!

Joaninha disse...

A tal coisa, um dia de cada vez..?
Tu consegues quase sempre ser bastante optimista, mas nem sempre é fácil, né?...

silvya disse...

emiéle, essa musica é sempre bem vinda, seja ao domingo ou noutro dia qualquer.
espelha muito bem o que vai na alma solitária de qualquer um de nós, e leva-nos ao passado. a um passado não muito longínquo, mas já tão distante porque as desilusões, a tristeza, e indiferença nos transportam constantemente para esses tempos.
saudades dos meus tempos passados, feitos talvez futuro, porque o Hoje, é duro e dificil de entender.
mas que continuem a existir canções que nos lembrem que o hoje será amanhã , assim como nos lembrará que é sempre bom ter um amigo.
seja ele virtual ou não.
uma boa semana.
silvya

Emiele disse...

Obrigada Joaninha (a mais antiga, creio eu...) e a Silvya, a mais recente!, pelas palavras simpáticas.
Realmente quis deixar uma música de esperança como esta é. mas também é certo que ando numa fase menos boa, e só com esforço vejo seja o que for cor-de-rosa (também não é preciso tanto!!!) :)
Um abraço!