sexta-feira, dezembro 18, 2009

Vale a pena



Muitas vezes ouvimos lamurias a respeito de acções difíceis ou ‘condenadas ao fracasso’ como se diz, porque «nem vale a pena fazer nada». E o pior de tudo é que esse raciocínio tem bstante força. Eu sei, que muitas vezes me senti desanimada ao tomar parte numa manifestaçao ou assinar um documento encolhendo mentalmente os ombros enquanti pensava «enfim... é só para não dizer que não se fez nada...»
Mas nem sempre isso é lei.
Fomos informados que Aminatu Haidar vai regressar a El Ayoun, no Sara Ocidental, de onde foi expulsa há um mês pelas autoridades marroquinas. De realçar que ela tinha saído de lá porque fora receber o Prémio Coragem Cívica, nos EUA. Parece um paradoxo?...
Bem merece este prémio de Coragem!
E desejamos que desta vez tudo acabe o melhor possível para esta valente mulher.

10 comentários:

sem-nick disse...

Ainda não está tudo decidido mas realmente valeu a pena a luta.
Nunca se deve desanimar...

kika disse...

Tudo vale a pena , quando a alma não é pequena, esta inspiração vem de ontem ter visitado no Ateneu Comercial do Porto uma exposiçao digna de ser vista onde esta exposto o original de Os Lusiadas , mas não só!!!
Ainda bem que a senhora regressou à sua terra natal e que se recomponha para dar continuidade aos seus ideais!

fj disse...

Realmente valeu a pena. Mas sei pouco em relação ao problema de fundo, é boa altura para o aprofundar.
Um velho preconceito;quando fiz um estágio em Paris e fiquei numa residência para estudantes mais"velhos" e aí tomei conhecimento pessoal com o conflito então no inicio. Impressionou.me a carga de ódio com que dois estudantes, cada um ligado a uma das partes disse para o outro : ..."et je te tueraicomme un petit lapin".Não sei quem disse a quem, mas estes problemas que envolvem nacionalismos e descolonizações desencadeiam forças que aqui não adivinhamos.

Joaninha disse...

Realmente há muita coisa que falta explicar bem. Acredito que haja mesmo quem não queira explicar...
De qualquer modo, o facto de impedirem a entrada da senhora na sua terra por causa do passaporte parecia uma birra absurda. Birra que ela levava muito sério, para além do que para quem estivesse longe da questão poderia parecer...

Joaninha disse...

E as questões nacionalistas são sempre difíceis de sentir a quem está por fora. O exemplo do fj foi muito sugestivo.

silvya disse...

é tudo muito paradoxal, mas na verdade já lá dizia o poeta, tudo vale a pena se...
a kika tem razão e os demais também. porém, não devemos , ou deveríamos ir com espirito de derrota já a partida,então para quê a luta?
se nós não acreditamos, naquilo porque lutamos, então qual o objectivo? é muito bom saber que existe ainda alguém disposto a lutar realmente pelas suas convicções. é de toda a justiça cada um ter direito as suas opiniões e principalmente lutar pelo seu lugar num local a que chama Terra, a que chama o seu País.quanto ao aprofundar da questão, estamos sempre a tempo, pois só os fracos desistem, e no fundo, de fracos não reza a História, não é?
e haja esperança para que o novo ano, seja mais positivo, em termos de paz, e igualdade social.
afinal estamos no Natal. Tempo de nascer.
então que nasça a esperança e a fé, para que amanhã exista um mundo melhor...
silvya

kika disse...

O meu comentário está muito dubio, mas não vão pensar que confundi Camões com Pessoa, por favor, seria de mais.. mas fiquei tão maravilhada com a exposição, que hoje ainda está tudo na mente!

Emiele disse...

Kika, o teu comentário está como deve ser.
Toda a gente entendeu...
Eu, é que ando numa fase pouco inspirada na escrita, planeio mesmo fazer umas 'férias de blog' coincidindo com as do Natal. talvez daqui a uma semana esteja mais viçosa do que me sinto por agora...

kika disse...

Já senti essas ameaças...há uns dias.Mas isto tem a ver com tantas pontes... e com o facto de andar tudo stressado a gastar o 10º mês!!!hihihi
Espero que não deixes morrer o teu cantinho.
Descansa e retoma no Novo Ano se assim o entenderes,mas até ao Natal aguenta para nos dares aportunidade de te desejar boas festas....

Emiele disse...

Olha Kika, para já, para já vou apenas deixar uns bonecos mais ou menos engraçados...
Só para não 'fechar a casa'...