quinta-feira, outubro 29, 2009

Eleições em Moçambique

As informações são apenas as que possa ter pela comunicação social mas são poucas .
Parece que não correram mal correm bem.
Oxalá!
Desejo com toda a força que assim seja, tenho a maior estima por aquela terra e aquele povo que bem merece conquistar uma vida digna e decente.

10 comentários:

josé palmeiro disse...

Dadas as nossas ligações ao País em causa, nada vou acrescentar ao que dizes. Vou aguardar, calmamente os resultados, deixando, no entanto, a minha esperança, nas mãos daquele POVO, que nunca mais vou esquecer e por quem tenho uma enorme consideração.
Nunca mais posso esquecer que foi um País que me deu um filho!

Joaninha disse...

Todos os povos merecem uma vida decente e digna, é claro.
Mas entendo que quando se tem uma ligação maior a um deles, se deseje ainda mais.
E eu também sinto uma grande simpatia pelo povo de Moçambique, oxalá ultrapassem estes tempos tão duros.

Joaninha disse...

Esqueci-me de dizer que era agradável dizerem que tinha havido tanta afluência de mulheres. É bom sinal! Se as mulheres querem participar na coisa pública acredito que tudo ande mais depressa.

sem-nick disse...

Vamos esperar.
e nunca se agrada a todos, é claro...
também me cansa o eterno bota-abaixo que lemos por aí...

André M. Palmeiro disse...

Um filho de Moçambique expectante, porém, feliz.

cleopatra disse...

depois da fome, da guerra,da seca e de tanta desventura, só me resta a esperança de que as eleições sejam "limpas" , e que o povo e a nação Moçambicana alcancem emfim, a paz e a alegria para construirem um futuro melhor.
gostaria de dizer muito mais, mas palavras para quê?
entretanto ontém, não sei muito bem como, mas enviei 2 vezes o comentário. peço desculpas, pois foi sem intenção.
continuação de melhoras.
bj
cleopatra

Emiele disse...

É verdade Zé Palmeiro, quem passou por Moçambique não se esquece... E parabéns André, nasceste numa terra bem linda!
Sem-nick, vamos esperar, é claro. Esperar com Esperança, como deve ser.
Cleópatra - eu até agradeci a dupla entrada :) Assim até aumentaram os comentários... Aquela terra tem sido martirizada de muitas formas, quando não é seca são inundações, é fome, é doenças, mas quero acreditar que comece a andar para a frente. Afinal é a terra do Mia Couto, que consegue ter uma visão tão clara de muita coisa.

Miguel disse...

Kanimambo Moçambique!

Uma vez mais não posso ser simpático neste post. Enquanto, pelo menos, uma geração não morrer, não haverá progresso e desenvolvimento sustentado com benefícios para todos.

Abomino Mia Couto, o homem. Está na mesma linha do Louçã. Tenho os meus motivos, obviamente.

Quanto aos resultados, acho dramático. Acho tudo dramático. Acho dramático que Guebuza volte a ganhar. Acho dramático que os chefes continuem a sê-lo e o povo também, serenamente. Acho dramáticos os discursos inconsequentes. Acho dramático o aproveitamento da herança cultural africana em prol de uma elite que há muito se desligou da "terra". Acho dramático que se receba de braços abertos quem abraçou, sem pestanejar o 24/20, quem esteve na origem das purgas e deportações para o Niassa e de tanto mais. Acho dramático que nos insultem a torto e a direito e depois vão passar as "festas" ao frio, aproveitando para treinar os backswings na Quinta da Marinha.

Saudades do Wehia Ripua!

África? Yeah, right...

Emiele disse...

Não sei, Miguel. Fui cautelosa quando escrevi o post, porque tinha e tenho pouca informação.
Apenas desejos...

Miguel disse...

Olá Emiele :)

Desculpa-me os desabafos que aqui deixei ontem. Devia estar chateado com qualquer coisa... ou meio ensonado lol!

O que aqui escrevi, mantenho-o. Não foi para ti ou por causa do teu post. Escrever palavras toda a gente o faz, escrever notícias de qualidade é que já é mais complicado. Dá muito trabalho e perde-se muito tempo... Falo obviamente dos jornalistas.

E fico-me por aqui senão nunca mais me calo e o dia está a abrir, trabalho só até às 11 e já estreou o novo filme do Bruce Willis pelo que vou já vê-lo ;)