sexta-feira, julho 10, 2009

Nunca se está satisfeito!

O ser humano é complicado.
Ou nos aborrecemos com uma coisa ou com o seu inverso. É uma chatice!
O meu prédio que não é exactamente novo, só teve uma vez uma maquilhagem na fachada – nas traseiras está tal como quando foi construído… mais uns quarenta anos em cima.
Este mês, deu «uma coisinha boa» ao meu senhorio e decidiu-se fazer obras!
Ena!!!
(bem, creio que terá contribuído para essa decisão por um lado o facto de metade do prédio já estar com rendas actuais, de muitas centenas de euros, e por outro possivelmente quando quer alugar um andar com estas rendas chorudas alguns futuros inquilinos franzirem o nariz por a apresentação não ser a melhor)
Adiante. A verdade é que as obras se impunham e, desta vez, ele decidiu arranjar a frente e as traseiras. Palmas!
Mas…
Acontece que com andaimes por todo o lado tenho de estar de cortinas corridas para não dar de frente com a cara de um operário a observar a minha vida privada. E ainda mais, para além dos cortinados corridos – o que já não me agrada – vou ter de manter também as janelas fechadas, que o senhorio já mandou recado pela porteira para se fechar as janelas que não-se-responsabilizava-por-qualquer-coisa-que-desaparecesse-dentro-de-casa. É normal. Também acho que ele tem razão.
Mas valha-me Deus, com o calor que faz, já imaginaram o que é ter uma casa com todas as janelas fechadas à frente e atrás, sem o ar poder circular?!
Pois.
Eu andava a desejar obras, mas esta altura não pode calhar pior!...


14 comentários:

Maria Martins disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria disse...

Bom dia, hoje venho mais cedo.
Emiéle, prepara-te, isso é mesmo uma grande chatice, porque para além do calor é o pó que se infiltra pelas janelas, mesmo fechadas, no caso das de alumínio nem tanto, mas é como dizes, "nunca se está satisfeito" sobretudo no caso de obras,digo eu.
O que te vale é o teu "refúgio"!!!
Um bom fim-de-semana!

Joaninha disse...

Realmente é a piado do «Oh Zé, compõe-te!», porque ou se destapa uma coisa ou se destapa a outra.
Mas sempre é melhor haver as obras, afinal é a conservação do prédio e depois de prontas vais sentir-te melhor...

Contudo a altura é mázinha.... Mas com chuva também não se podia trabalhar, não é?...
Como diz a Maria, tens a sorte de poder fugir, pelo menos ao fim-de-semana!

sem-nick disse...

Tchi!!!
E o barulho?! Mesmo que não meta grandes máquinas, sempre faz barulho. E a poeirada como lembra a Maria.
Devias era meter as férias agora!

sem-nick disse...

Tem graça que a Joaninha entrou quase ao mesmo tempo que eu, e teve a mesma ideia da fuga de férias...
(aliás o mesmo disse a Maria)
É que assim, para já não se vê grande solução, porque também concordo que as janelas abertas era o convite à valsa...

kika disse...

Émiele, és realista não é verdade?Nada de dramas.. e quando estás em casa podes ter as janelas abertas , entrará um pouco de pó é certo,mas nada que a tua fada do lar não limpe.
Mas a menina por acaso não tem ar condicionado?
Tenho a ideia de que disse isso num post.. desculpa se não é verdade.
A verdade verdadinha é que somos complicados e insatisfeitos....

kika disse...

Janelas abertas e persianas corridas de modo a que deixem entrar ar e luz e algum pÓ, já agora!
Bom fim de semana!

King disse...

:))
Tadinho do senhorio! Preso por ter cão e preso por o não ter!!!
Eheheheh!!!!
Realmente estou em pleno acordo com a Kika, deixa só as persianas, entra o ar (e o pó, é claro mas isso limpa-se) e não entram os tais gatunos.

zorro disse...

Tem piada a foto, porque daquilo que tens contado imagino o teu prédio exactamente assim! Mas não deves ter tirado uma foto, pois não?...
Olha, imagino que dure pouco se são só «obras de fachada». E daqui a pouco estás em férias, não é?

Paciência (que não se vende na farmácia, não é?) :)

josé palmeiro disse...

Hoje, resolveste contar uma realidade, tua.
Sim, as obras, são um aborrecimento, mas têm que ser feitas e, ainda bem que tens um senhorio que pelas razões que apontas ou por outras, resolveu fazer a tal limpeza, agora por frente e por detrás. Depois, tinha que ser agora porque o tempo assim o permite e rendibiliza. É desconfortável? Não duvido mas se forem só pinturase algum reboco, também não produz assim tanto pó. Quanto às janelas o caminho apontado pela Kika é o correcto, que seria o mesmo que terias que fazer, todos os dias, se morasses no rés-do-chão, logo, é só um sacrificiozinho!!!
Falo-te assim porque em obras, pó, gente em casa, materiais diversos, estou, "DOUTORADO" e garanto, não foi na Independente e saiu-me do bolso.
Hoje é SEXTA. Bom Fim de Semana, no REFÚGIO!!!

fj disse...

Ena pá tanto conselho, que riqueza de expriências.
So sugiro mais refúgio.

Emiele disse...

Ora bem, isto não era exactamente uma queixinha, era a constatação como afirmei no título de que «nunca se está satisfeito» queremos o tal sol na eira e água no nabal...
Vou ter de aguentar alegremente, é claro.
Kika, tens razão, até tenho ar condicionado na única divisão que tem janelas duplas como deve ser. Mas é só aí. O resto da casa, pelo contrário, tem uma comprida varanda fechada que fica um forno no Verão, e aí as janelas não têm persianas... Assim como as janelas das traseiras também não têm, pelo que só se podem fechar e mais nada!
Zé Palmeiro, imagino o que foram as tuas obras! E sei que se vivesse num rés-do-chão tinha outras dificuldades que agora não tenho, por isso mesmo é que nunca viveria num rés-do-chão!!! Mesmo que tenha de subir uma grande escada a pé, gosto dos andares altos e com ar para respirar bem.
(De resto, vocês têm razão quanto aos conselhos que me dão, mas... acontece que estas obras são só durante a semana como já verifiquei, e eu só posso fugir para o dito 'refúgio' aos fins-de-semana, pelo que... noves fóra nada!)

estrela-do-mar disse...

Pronto, pronto, mas ao menos desabafaste e recebeste a solidariedade.
É mesmo bom ter um blog, não é?
:)

Joaninha disse...

Bem, esta explicação do 'formato' da tua casa ajuda um tanto a entender o teu enervamento. Também me tinha ocorrido essa de fechares os estores mantendo os vidros abertos...