sábado, maio 09, 2009

Abecedário

Uma gracinha para a manhã de sábado.
Imagens engraçadas.
Em criança, alguns de nós aprendemos a ler num livro que tinha um cacho de uvas a representar a letra U, uma igreja para a letra I, e zebra para a letra Z".

Este vídeo inspira-se mais ou menos aí.
Com alguns termos brasileiros, é certo, mas imagens bonitas.


12 comentários:

zorro disse...

Achei muita graça ao link para o «Livro da Primeira Classe»
:)
Onde já vai!!!!!!
E era como dizes - a Uva, a Igreja, a Bola...
O filmezinho é bem giro. E foge a alguns lugares comuns. Estava à espera de algumas letras terem as palavras habituais e fiquei agradavelmente surpreendido...

Joaninha disse...

Mas qual link???

Também gostei do abecedário.
«Belo é tudo o que faz os olhos pensarem que são coração» não sei se era assim, mas foi o que fixei. Gostei!

Joaninha disse...

Ups!!!
Desculpa Emiéle. Tu com o trabalho e eu sem repara. De facto a frase livro que tinha um cacho de uvas a representar a letra U, uma igreja para a letra I, e zebra para a letra Z" vai dar à capa do Livro da Primeira Classe.
Quando se chamava «Primeira Classe»!
;)))

kika disse...

Muito giro!! Do Brasil chegam estes FW, que já andava um pouco farta mas com este fizeste um enquadramento super interessante.
A e L de lágrima ( sumo que sai quando se espreme o coração) .. . foi as que melhor fixei.Essa ideia de deixares ao fim de semana algo mais optimista parece-me bem e acho que o "people" vai gostar. Força!!!

sem-nick disse...

hehehe
Também gostei de «xô,a única palavra do dicionários das aves traduzida para português»
O giro neste FW é a combinação de imagens mais um menos românticas com outras de humor!
Gira, sim!

josé palmeiro disse...

Gostei, gostei, muito!!!
Curiosamente, aquele não foi o meu primeiro livro. Tive-o, sim, sem dúvida e recordo a Uva, a Igreja e a Bola, mas, o meu primeiro livro, foi a Cartilha Maternal de João de Deus e aí, a primeira letra é/era o F de fé, a segunda o J de já, depois vinha o T de tu e o D de dia.
Quanto ao vídeo, um achado!!!
Gostei, bastante.

mfc disse...

E foi assim que crescemos!

King disse...

Giro, sim.
Foge um tanto às séries de EW que nos chegam em bandos lá do Brasil.

Castanha Pilada disse...

Xi, esse livro era o máximo! Xaile e Holofote eram as mais exóticas.

Emiele disse...

Olá a todos!!!!
Evidentemente que este post era «uma gracinha» leve para um fim-de-semana mais ou menos molhado com está a ser este.
Ainda bem que acharam graça.
Também achei interessante o facto de alternar uma ideias mais «românticas» com outras de pura brincadeira. Essa do «xô,a única palavra do dicionários das aves traduzida para português» que o sem-nick assinalou é das mais engraçadas!

Maria disse...

Bom não resisto a dizer qualquer coisinha (assumindo o risco de não ser lida) sobre:
“O livro” - também foi o meu e dos meus irmãos mais velhos (coisas do Estado Novo).
"Abecedário" - "Palavras ao Vento" de Adriana Falcão (escritora brasileira de literatura infanto-juvenil e argumentista), ditas por Lazaro Ramos (actor brasileiro de teatro cinema e Tv. ainda jovem mas já reconhecido pelo seu talento).
A composição (se assim se pode chamar)é tão rica do ponto de vista de métrica, fonética, imagética e ainda por cima dita com tanta expressão e ritmo pelo actor que, as imagens (ficariam só os caracteres) e a música seriam dispensáveis.

Preferi: - "E de “escuridão”, que é o resto da noite, se alguém recortar as estrelas;"
"J de “jasmim”, que tem a sorte de ser flor e ainda tem a graça de se chamar assim;"
"V de “Vazio”, um termo injusto com a palavra nada;"
Ps-"estiquei-me" e não consequi passar com os itálicos, negritos e um boneco que tinha feito,mariquices...

Emiele disse...

Oooooh.... Fizeste um boneco? Mas para entrar nos comentários deste tipo de blog não devia dar.
É interessante observar como cada um de nós retirou uma ou outra metáfora de que mais gostou e não são iguais....
Também eu gostei imenso da definição de «escuridão»!