segunda-feira, abril 06, 2009

No esgoto?!


Este nosso «primeiro mundo» é capaz de abranger situações inclassificáveis!
As notícias contam-nos que em Roma, foram descobertos grupos de imigrantes, dizem que mais de cem, a viverem (?!) escondidos no sistema de esgotos por baixo das estações de comboio
Entraram nos esgotos, «retirando as tampas que dão acesso aos túneis, onde estavam abrigadas do frio» e entre essas pessoas estavam 24 crianças entre os 10 e os 15 anos.
Que mundo em que vivemos!

9 comentários:

King disse...

É de facto impressionante!
Porque o terem 'escolhido' aquele esconderijo só pode significar que a alternativa seria pior!... Pelo menos na sua imaginação.

kika disse...

Esta noticia faz doer a alma.Em que mundo viverão estas gentes, para conseguirem sobreviver a situações tão adversas!!Deixarão de ser humanos e passarão a ratos de esgotos?Para nós é quase incompreensivel esta desumanização, no sec XXI.
Esta noticia deixa-me agoniada!!

joaninha disse...

Que horror!!!!
Como vocês os dois disseram (a frase da Kika, «faz doer a alma» é mesmo isso!!!) não é apenas o ter-se passado isso, é que eles não foram para lá à força, «escolheram» entre dois males e este seria o menos mal..
Até se fica com um nó no estômago.

josé palmeiro disse...

Seguindo as pegadas dos anteriores comentadores, que aproveito para saudar, ficamos "sem palavras"!
Nada pode descrever uma opção destas.
Tanta conferência, tantos almoços, tantas armas e o resultado é este, que Mundo o nosso!!!

sem-nick disse...

E o esgoto era quente?!
Fosse como fosse o viver como toupeiras já é um pesadelo. Tudo o que seja não sentir a luz e o sol, já é muito mau.
E a imagem que o esgoto evoca é do piorio.

André M. Palmeiro disse...

É a nossa concepção de 1ºmundo: Fria, cínica e civilizacional. E o mais curioso é as coisas desenrolarem-se, a mais das vezes, sob os nossos narizes.
Faz, obviamente, falta um maior nível de indignação!

Emiele disse...

Quando há histórias destas que vêm à luz, a tal indignação sobe, mas se calhar todos os dias se passam outras semelhantes que nós nem adivinhamos.
É um mundo-cão, mas cão vadio, porque há cães de luxo que até não vivem nada mal!.... pelo menos não têm de se refugiar em esgotos.

Miguel disse...

Terrível. Fizeste recordar-me um documentário que vi há 20 anos sobre os EUA. Chamava-se "América, América". Era de um realismo tenebroso. Uma das situações reais, filmadas, era precisamente dos sem-abrigo de Nova Iorque que viviam nos esgotos da cidade. Lá era quente, tinham vapor de água - aquele que se vê a sair das tampas nas ruas em Manhattan, por exemplo, e até comiam as enormes ratazanas que lhes faziam companhia...

Quanto a estes que foram descobertos, há aqui qualquer coisa que não bate bem. Horrores à parte, para além de se resolver de imediato a situação, é preciso perceber os comos e os porquês de modo a evitarem-se situações semelhantes futuramente.

Emiele disse...

Olha Miguel, fizeste-me recordar alguma coisa - creio que também vi esse documentário, há muitos anos.
É um submundo que impressiona imenso como coexiste em sociedades avançadas.

Neste caso, é curiosos que também fiquei com a ideia de que havia algo que não «batia certo». Como é que esta gente chegou aqui? A quem pagaram para virem? Como acharam aquele esconderijo que só quem cá vive deve conhecer?