segunda-feira, abril 27, 2009

...e na Islândia

...com uma participação de mais de 85% do eleitorado, deu-se uma grande vitória da esquerda conseguindo uma maioria absoluta no Parlamento.
O «Partido da Independência», conservador, que governou o país durante 18 anos e foi considerado responsável pela actual crise financeira foi assim ‘castigado’ com uma derrota como nunca tinha tido desde a independência deste jovem país.
Muitas vezes «cá se fazem, cá se pagam».

11 comentários:

zorro disse...

Estou um pouco «envergonhado» de ter estado estes dias sem aparecer... (mas já estive aí um ano quase sem deixar comentários, afinal já viste que de vez em quando vou dar uma volta...)
:)

Ai, ai... Essa do "cá se fazem, cá se pagam" era bom era, mas não passa de uma expressão. Tudo depende do marketing político.

sem-nick disse...

Esse partido conservador, com o bonito nome (os nomes são sempre bonitos) de «Partido da Independência» é uma união entre o Partido Conservador e do Partido Liberal.
Independente de quê?
por outro lado a «social-democracia» lá, ou nos países nórdicos é uma parente afastada da nossa. tem o mesmo «apelido» mas o nome próprio é claramente outro.

Joaninha disse...

Mas a Islândia é uma terra com poucos anos de independência. Ainda vai ter muito caminho a percorrer...
Contudo este abanão pode mudar algumas coisas, ou pelo menos questionar outras importantes.

sem-nick disse...

Lembra-me sempre que aquilo é frio para caraças!
Não é terra que me apeteça visitar... Contudo dizia-se que a qualidade de vida era excelente, e se calhar mesmo com este abalão forte, ainda deve ser melhor do que a nossa.
Talvez se pudesse fazer uma troca - a gente mandava um pouco de sol para lá e eles qualidade de vida para cá.

kika disse...

Não me ocorre dizer nada além do que o sem-nick disse.De lá só não queria o frio, de resto trocava já.

josé palmeiro disse...

É, sem dúvida, um bom sinal mas, creio que, com o calor, que por cá faz, o pessoal, sonhe mais com a praia que com mudanças, assim tão radicais.

King disse...

o «cá se fazem, cá se pagam» é um Wishful thinking, caríssimos. Tomamos os desejos por realidades.
pelo contrário, dá ideia de que quanto mais «se faz» menos consequências aparecem!

Contudo, para o equilíbrio, sempre não é mau um governo mais de esquerda, digamos assim

Emiele disse...

Vamos ver, não é? Em que param as modas...

Mary disse...

Mas a foto é tão linda.....
Eu sei que faz frio, mas aquilo é mesmo um bilhete-postal.
Para viver todo o ano se calhar não queria, mas ir lá, olhem que ia já! Assim me pagassem as passagens!
E não é um bocado «o reino das mulheres»? Tenho uma ideia de que a igualdade lá é mesmo a sério.

Mary disse...

Fui confirmar. No parlamento, 43% do total são mulheres! Não chega aos 50% mas olhem que...

Tem a sua graça que o primeiro dia do Verão foi a 23 de Abril, porque cai sempre a uma 5ª feira entre 19 e 25; é feriado e fazem grandes festas.

Emiele disse...

Olá Mary!
Tens andado arredada!
Mas bem informada dobre a Islândia, caraças!