quinta-feira, março 19, 2009

Demoras que são crimes

Uma reportagem, ou notícia, de ontem dizia-nos que a demora dos processos sobre sinistralidade favorecem impunidade nos condutores e o elemento da polícia que falava na conferência de imprensa, deu alguns exemplos a sublinhar o que dizia e sem dúvida que parecia ter razão.
Mas é coisa sabida que a demora da justiça, seja ela como for, serve para prejudicar os inocentes e beneficiar quem merece castigo.
E também sabemos que há truques, sobejamente conhecidos pelos advogados com experiência, para fazer ‘prolongar’ as decisões finais.


Uma das coisas que me indigna é a questão das seguradoras. É evidente que uma grande seguradora é sempre apoiada por um cartel dos melhores advogados. E quem tem o atrevimento de a pôr em tribunal, sabe que pode contar com anos e mais anos de espera.
Por vezes essa espera é completamente desumana.
Sei de um caso, de um acidente de viação onde uma adolescente ficou em coma durante meses. Quando saiu do coma tinha perdido as suas faculdades de falar, andar, raciocinar como deve ser. Era uma família cabo-verdiana, não muito pobre, mas que gastou o que tinha e o que não tinha nos apoios à menina. O caso arrastou-se em tribunal ano após ano, após ano...
A menina foi recuperando como podia, nos serviços de saúde públicos, superlotados como sabemos.
Quando veio a indemnização, o dinheiro que aos 14 anos de idade teria servido para lhe restituir alguma qualidade de vida com tratamentos atempados, aos 20 e tal foi apenas para reforçar o subsídio de invalidez que talvez nem tivesse sido necessário.

10 comentários:

FJ disse...

Que comentar...
É fatalmente o caminho deste capitalismo, e ainda vai piorar.

Emiele disse...

FJ, esta história está-me atravessada na garganta, profissionalmente apoiei esta miúda e segui todo o processo. Para a Companhia de Seguros era uma migalha, para esta família foi uma vida arruinada. Já se passou bastante tempo, mas recordo-me constantemente.

King disse...

São de facto crimes.
...e que passam impunes!

«Porca miséria» como se diz em italiano.

Mary disse...

Claro que é sempre assim. Quem tem dinheiro, tem logo à partida, condições para ficar com ele e até aumentá-lo.
E dizes que essa família nem era pobre. Mas os custos de um acidente desses, para além do mais, implicam que a mãe deixe de trabalhar, imagino. Que gaita!!!!

AB disse...

Bom ,acidentes seguradoras,formas de calculo para custos de vidas etc,é assunto do qual não vou mesmo falar.Experiencias durissimas pessoais não me dão capacidade para opinar sobre isso.È obsceno.AB

zorro disse...

A imagem que escolheste é mais de solidão, na minha opinião. E é certo que é muito solitário essa espera sem fim de algo a que até se tem direito.
Uma merda, é o que é!

Pedro Tarquínio disse...

Infelizmente quando se é sujeito a dificuldades o dito 'sistema' ainda acrescenta mais.

josé palmeiro disse...

É simplesmente obsceno, como diz a AB, chegando quiçá a criminoso!

sem-nick disse...

O que revolta, e revolta muito, é que não tem de ser assim !!!!!
A «nossa» Justiça é o que sabemos.
Mas olhem o caso do Josef Fritzl, o tal monstro da Áustria - o caso foi descoberto em Abril de 2008 e neste momento, em Março de 2009 está a ser julgado, num julgamento que levou 3 DIAS!!!


Imaginam se fosse cá?!
E não venham dizer que havia muitas provas. quantos casos temos onde é quase flagrante delito e a demora é enorme?!

kika disse...

É um cancro na sociedade portuguesa, o não funcionamento da justiça.E para mim nada mais me faz doer a alma, do que sentir-me injustiçada. É assustador só o pensar que por qualquer razão tenha de apelar a esse elefante monstruoso.Felizmente até hoje não precisei dela, mas conheço bem esse ramo.É urgente uma reforma profunda já muito prometida e nunca cumprida