domingo, março 29, 2009

Cor no Pópulo

Eu tinha dito que voltaria ao Leonardo.
É interessante como afinal se encontram poucas obras, comparado com outros pintores...





(por acaso o tal romance de que tinha falado há 8 dias, desilude bastante; não é o que eu tinha pensado quando comecei a ler)

4 comentários:

joaninha disse...

É curioso como comparado com outras da época, não se encontram tantas pinturas como isso.
Era um tipo que se dispersava tanto com tantos intereses que o que nos chega é pouco para o nosso desejo!

Mas tem a sua piada de caíres de uns comtemporâneos para os renascentistas...

King disse...

Esta «desgarrada» entre o palmeiro e a Emiéle tem a sua graça...

Ela agora voltou tão para trás que parece querrer recomeçar do príncípio!
Mas de qualquer modo, é um pintor daqueles de quem nem se pode dizer nada, porque já se disse tudo. O «homem do renascimento» perfeito!

josé palmeiro disse...

Lindo, teres regredido até ao Leonardo. Aliá, avisaste atempadamente. Eu desta vez, mudei também por completo e fui para as pinturas corporais. Gostei muito do que aqui deixaste, quanto ao meu, não sei se vão gostar!!! Eu gostei!

Emiele disse...

Estou cansada e acho que vou visitar o teu blog amanhã pela fresca.
Acho que mereces que eu esteja mais enérgica de que estou neste momento. A verdade é que demoro sempre as minhas visitas na 2ª feira porque fico os dois dias sem passar pelos blogs de que gosto...

Aqui o Leonardo foi motivado pelo romance que li (e afinal me desapontou) e já agora também me apetece um dia destes fazer uma recolha do Boticelli - personagem importante nessa história romanceada.