sábado, março 21, 2009

Cor no Pópulo

De novo um contemporâneo e português:



11 comentários:

AB disse...

Pois.Por acaso fartei-me.Salas de dentista,advogados, até centros de saude tudo tinha serigrafias do Cargaleiro ,um bocado assim como com a Guernica nos anos 60 que até servia para tapar quadros de electricidade.Depois chegaram os tecidos para toalhas de mesa,cortinados,as chavenas de café etc,etc,.Enfim um marketing bem gerido.(e se pensam que há só azuis,não,tb. há verdes e vermelhos).E garrafas.AB

Emiele disse...

Pronto, pronto...
Não será o meu preferido, mas é uma referência. Será difícil falarmos de pintores portugueses actuais sem passar por ele, não?

Emiele disse...

E olha, para a semana vou pespegar o Leonardo, é claro!!! Não é português e já lá vão 500 anos mas agora estou interessada no homem.
:)

King disse...

Estou a ver que vou conta a corrente (se é que vocês duas fazem uma corrente - mas aprecio aquela pintura.
Sem exagero.
Mas isso passa-se com todos os pintores, quando é demais, é demais.
UM Cargaleiro, também gostava de ter...

josé palmeiro disse...

Foi, como diz a AB, muito e "malamente", mostrado entudo o que era síto. Por acaso tenho para ali uma garrafa de tinto com um rótulo dele, não sei porque é que ainda está cheia!
Mas eu hoje tive falta, ou melhor, cheguei atrasado. No entanto já lá está. Não digo aqui, quem é mas eu gosto até pelas ligações que ele tem.
Sei que também gostarão.
Quanto ao Cargaleiro, tem coisas muito boas!

sem-nick disse...

Tal como diz o King, UM quadro dele gostaria de ter, mas é um tanto repetitivo. E, tal como diz a AB exageraram no marketing. Mas já que estamos a ver portugueses actuais ele não podia nunca faltar!

sem-nick disse...

Eheheh! Achei graça à Emiéle e a resposta à piadinha da AB no outro post. Vocês são tramadas, as duas!!!
Vou agora visitar o Palmeiro.

AB disse...

Quanto ao Leonardo que espero que seja o da Vinci acho lindamente.Em tudo.Como quasi todos os renascentistas não tem tempo.E "está" muito contemporaneo desde que desataram a tentar descodificá-lo.Eu gramava ter o livro enorme que saiu há uns anos mas nem com peditório conseguia dinheiro para isso.AB

AB disse...

E já agora Emiele o dificil é deixar de "passar" por ele.AB

AB disse...

Ele,o Cargaleiro,claro.AB

Mary disse...

(Leonardos há vários, noutro contexto até julgaria que era o di Caprio...
:)))

Estes comentários estão o máximo!

Eu ainda sou muito figurativa, que querem... como aqui disse a Castanha - e não sei bem repetir, sei que era o contrário de «práfrentex» - sou um tanto prátradex..