segunda-feira, dezembro 29, 2008

Boas Iniciativas

Óbidos é uma terra linda.
Lindíssima.
É uma verdade indiscutível, creio eu. Quem a visitou ficou sempre fascinado não apenas pela sua beleza e harmonia como pela conservação do património.

Leio agora que para além do Turismo que sem dúvida deve ser uma das actividades principais – e que o município sabe fazer render bem, com o Festival Internacional do Chocolate, por exemplo, ou outros eventos como o ‘Mercado Medieval’, ou então de nível musical: ‘Festival de Ópera’, ‘Semana Internacional de Piano’, ‘Temporada de Cravo’, etc – agora virou-se para as tecnologias e prepara-se para criar um
«Parque Tecnológico»
Segundo a notícia, pretende captar a criação de indústrias criativas «de empresas ligadas ao sector terciário criativo, associando a vila medieval a um cluster de base tecnológica [...] a atracção é exercida pelas condições do parque: os edifícios ocupam 10% de uma imensa área verde de 25 hectares, onde será instalado o circuito de manutenção, a ciclovia, o campo de ténis e mais equipamentos paraque dê prazer trabalhar neste ambiente


Se isto não é aliciante...

(porque raio sou eu uma nódoa tão grande em relação às tecnologias...? Às vezes dá-me raiva essa incapacidade)

8 comentários:

king disse...

A ver se se começa a descentralizar. esta terra com uma cabeçorra enorme e um corpo cada vez mais magrinho (despovoado) mete dó.
É certo que se povoa o litoral, mas vale mais do que apenas as grandes cidades.
É de aplaudir a iniciativa.

Mary disse...

Realmente a atracção é grande!
Mas primeiro a empresa tem de se estabelecer.

São ainda bastantes postos de trabalho. E de facto a situação é formidável! Vão cair lá uma chuva de candidatos!!!!

josé palmeiro disse...

A povoação é daquelas, que nos emprestam as mais valias que possuímos, agora é só preciso, não estragar e fazer as coisas com pés e cabeça!!!

fj disse...

Sensata a observação de Mary:
Para já a tua cultura nas tic está bem acima da de muitos.Depois é uma questão de gerações, de itinerários culturais iniciados quando eram muito menos importantes,tudo aspetos que nos superaram na devida altura. Mesmo assim recuperaste muito bem, exceção feita ás ligações dos telefones, bagunça completa.

kika disse...

Fazem muito bem criar iniciativas que atraiam pessoas e criem emprego, mas sou sempre um pouco ceptica... aguardemos e aplaudamos

Emiele disse...

É exactamente isso, FJ, uma questão sobretudo de gerações e de itinerários culturais. Na nossa geração até dominávamos algumas coisas com bastante à-vontade, mas nas actuais tecnologias ficamos completamente embaraçados!
(de resto eu e os telefones sempre nos demos mal!!!ehehehe! mas olha que a questão do telefone sem fios que por vezes fica sem bateria não é só problema meu, a Isabel ainda é pior!!!)
Tens razão Zé, convém fazer as coisas bem feitas e não estragar tudo, mas se tudo correr bem, é uma excelente oportunidade de se ter uma qualidade de vida com um trabalho de qualidade técnica.
king - essa do 'descentralismo' é das questões mais complicadas. Ao tempo que se anda às voltas com as 'regionalizações' e não se avança nem se recua...
Pois é Kika, a gente anda tão escaldada que tem medo até da água fria, mas...

sem-nick disse...

Mesmo que depois não resulte, olha foi uma notícia simpática.

E nos intervalos do trabalho, para além de andar de bicicleta e jogarem ténis, comem chocolate e ouvem música de piano, ópera e cravo.
Bela vida!!!

Emiele disse...

Claro, sem-nick. É quatro em um ou coisa assim!....