quarta-feira, outubro 01, 2008

Inveja

Desde há algum tempo que uma cigana assentou arraiais no caminho entre a minha casa e a paragem de autocarro.
Uma cigana «à antiga» de grandes saias rodadas e lenço na cabeça, que costuma chamar por mim no seu sotaque cantado:
Oh vizinha! Oh menina! Pst! Não quer ouvir a sua sina, minha querida? Ai tem uma sina tão bonita....» Esta cena tem-se repetido, comigo a sorrir e a acenar que não, que tenho pressa e não quero saber da sina. Já uma vez ou outra me passou pela cabeça parar e ouvir o que ela ia dizer, mas penso logo de imediato que essa gracinha queria dizer dinheiro para fora do bolso e, uma vez aberto o precedente, estava ‘feita’! Ontem, mais uma vez ela insistiu - «Mas não quer ouvir a cigana? Oh menina! Olhe que eu vejo que é muito invejada. Tem aí muita inveja à sua volta...»
Bem, ela pode saber do futuro dos outros mas não do seu futuro próximo, porque esse isco que me atirou de vir a saber se há quem me queira mal por inveja, para mim não funciona.

Sei que a Inveja é considerado coisa feia. Parece que até é um pecado mortal.
E deve ser muito desconfortável para quem o sente com frequência, viver infeliz consigo próprio e a pensar que a vida dos outros ou as suas coisas são melhores do que aquilo que é ou têm. Mas, se me coloco na posição da pessoa que é invejada, (como pretendia a cigana) até me sinto lisonjeada!
No meu ponto de vista, se eu tenho alguma coisa de invejável, é porque sou boa. Que luxo! Assim como se eu própria digo a uma amiga «eh pá, que inveja que tenho do teu cabelo» ou «já está? Ah, que inveja do teu poder de síntese!» digo-o como um elogio, um piscar de olho com um sorriso.

Contudo esta perspectiva não é geral.
Tal como a cigana estava a tentar atrair-me com a ‘denúncia’ de quem me invejava, conheço pessoas que ficam muito sérias olham de lado se ouvem alguém, confessar esse «pecado» não lhe achando graça nenhuma.

São modos de pensar, é claro.


12 comentários:

méri disse...

Não tem nada a ver, mas não percas os últimos posts da Catarina - 100nada.

Emiele disse...

Os últimos mesmo, não vi ainda, mas costumo passar por lá todos os dias.
Vou ver agora.
[será caso para sentir inveja? :))))) eu, admiração por ela sinto algumas vezes ]

Emiele disse...

Pronto, Méri, já apanhei a tua ideia. é que foram posts entrados depois do «fim do mundo em cuecas» que era o último aparentado com o tema que eu tinha lido.
Eu tinha era lido a «conversa» dela com o Miguel, no Com Destino e vi que estava a tentar 'entrar' com ele.

Mary disse...

Vocês fugiram ao assunto e agora apesar de ficar curiosa, não tenho tempo de ir ao 100nada.

Aqi é um pouco uma questão de, sei lá... de português...?
Essa 'inveja' de que falas é assim a modos que uma 'imveja branca', o reconhecer que o outro tem coisas que são boas e tu também gostas. a 'má inveja' é a que quer para si esss coisas e ao mesmo tempo o ciume faz com que deseje que o outro as não tenha. deve ser isso de que falava a cigana.

snowgaze disse...

tem graça. eu quando li que havia muita gente que te inveje também pensei que isso era uma coisa boa. quem tem muitas qualidades é invejado, claro ;)

king disse...

Mais um para ver a coisa do ponto de vista daquilo que a Mary chama «inveja branca».
Estou como a Snowgaze (olá! não te vemos há muito tenpo!!!) penso que só quem tem coisas boas é que pode ser invejado!

estrela-do-mar disse...

Essa conversa dos tais pecados capitais cada vez convence menos... Era mesmo coisinha medieval!
1-Arrogância;
2-Inveja;
3-Ira;
4-Preguiça;
5-Avareza;
6-Gula;
7-Luxúria;
Huuuummm....
Era «isto» que podia condenar ao Inferno...?!

Que vidas exemplares se devia levar naquele tempo.
:D

josé palmeiro disse...

Para abreviar a conversa, a estrela do mar, pô-los todos de enfiada, depois é só escolher.
Será que é inveja eu gostar de passar por aqui e estar convosco?
Se é, dá-me meuito prazer, por isso aqui estou e vou aprendendo sempre, qualquer coisa, que me transforma, numa pessoa melhor. Penso eu.

king disse...

Pois é, Estrela, visto assim aquilo não parece coisa assim tão grave que se vá direito ao Inferno.
A Gula?... é mau para nós que descontrolamos o colestrol, a glicose, a ureia, essas coisas todas. mas o mal é nosso.
A Preguiça?... Também. Não é bom, mas não me parece coisa tão séria.

Zé Palmeiro, eu cá posso «invejar» quem tem um blog para dizer o que lhe apetece, mas se fosse mesmo a sério, arranjava depressa um que fosse meu, não é?
E confesso que me agrada esta espécie de 'forum' ou conversa entre nós, os 'populianos'
:D

Emiele disse...

Então afinal, pelo menos as pessoas que passam por aqui são mais do meu género.
Mas olhem que o que disse é verdade. Conheço algumas pessoas que ficam muito sérias, de olho a flamejar, se alguém até muito claramente na brincadeira, usa a palavra.
«Ai, fazes-me cá uma inveja, com....» e vejo a expressão carregada e sombria. de quem sente aquilo como uma agressão. Nunca pude entender. Deve ser isso que a minha cigana me quer dizer.

Susete Evaristo disse...

OLha e que inveja que eu tenho deste teu bocadinho de jardim!!!

Emiele disse...

Olá Susette! É a primeira vez que passas por cá, não é? Queres um cafezinho?....

Este jardim era para simbolizar a diversidade das pessoas e, se calhar a papoila é mais alta e vistosa, (aliás eu adoro papoilas) mas... será que as outras queriam ser assim?