segunda-feira, janeiro 18, 2010

Fadas actualizadas...

Parece que lá em Espanha decidiram gozar um pouco com as Histórias de Fadas tradicionais.
Parece que a escritora espanhola decidiu que a « Cinderela do século XXI percebe que é uma mulher maltratada pela madrasta e pelas irmãs, abandonada pelo pai, obrigada a ser magra para "caber" em roupas número 38 e o príncipe, depois de se tornar seu marido,passa a ser mandão e um eterno insatisfeito.» o que não deixa de ser uma possibilidade.
Quando li a notícia, não resisti em procurar um FW que andou por aí há muitos anos e rezava assim:

«Há bué de tempo, havia uma garina, cujo cota já tinha esticado o pernil, e que vivia com a xunga da madrasta e as melgas das filhas.

Cinderela vegetava num xilindró, quase sem tempo para enviar uns msm. Perante tal desatino só lhe apetecia dar de frosques, porque a madrasta mandava-lhe bué de cortes.
Um dia disseram a Cindy que um gajo lá do sítio ia dar uma alta rave. A garina curtiu a ideia, mas as chavalas cortaram-lhe logo as bases. Depois de andar à toa durante um tempo apareceu-lhe uma fada baril que lhe abichou uma farda bacana. Ficou uma febra toda boazona. Mas só podia afiambrar-se da tal cena até ao beter das 12.
A tipa mordeu o esquema e foi prá borga sempre a abrir. Ao entrar topou um man cheio de papel que era bom como milho e que também a galou. Bem... passaram-se! Desbundaram toda a noite até que ao ouvir das 12 ela se axandrou e teve de bazar. O tipo ficou completamente abardinado e foi atrás dela, encontrando pelo caminho o pisante da Cindy.
No dia seguinte, com uma alta fezada, andiu à procura de um chispe que entrasse na bora. Como um ganda posta que era teve sorte e deu com a brasa, p’ra grande desatino das fatelas!
Estas tiveram um vaipe quando souberam que eles iam dar o nó. Mas a garina e o chavalo foram bueréré de felizes!»

Bem, na minha versão apesar de tudo o marido não era mandão e insatisfeito, pelo contrário: foram bueréré de felizes!»
Assim é que é!




PS – Também conheço uma versão Histórias de Fadas Politicamente Correctas onde a madrinha era um padrinho, e apresenta-se assim «Olá Gata Borralheira, eu sou o teu fado padrinho, ou se preferires o teu procurador junto dos Deuses. Queres então ir ao Baile, não é verdade? E submeter-te ao conceito masculino de beleza? Espremer-te num vestido tão justinho que te prejudicará a circulação sanguínea? Apertar os pés nuns sapatos de salto alto que destruam a tua estrutura óssea? Pintar a cara com químicos e cosméticos que foram testados em animais?» «-É o que mais quero no mundo!» respondeu ela sem hesitação.
Etc...

10 comentários:

King disse...

Do que te foste lembrar!!!
É mesmo começar a semana com um sorriso, de que bem precisamos...
:)
Tenho uma vaga ideia do texto da «garina» mas já estava esquecido e essa das Histórias Politicamente Correctas é o máximo. Parece que está esgotado...

sem-nick disse...

Vinha dizer o mesmo - é bem preciso um sorriso neste dia tão cinzento!
Livra. que tem sido chuva Janeiro todo!!!

silvya disse...

pois, rir é preciso...
quando já nada resta.
silvya

josé palmeiro disse...

Delirei!!!
Não direi mais nada, pois, depois do que li, vou ter que deixar o tempo passar e gozar o que por aqui anda.
Acrescentarei que fui ao link do livro das "Histórias Politicamente Correctas", uma edição da Gradiva e que está, mesmo, esgotado!!!

kika disse...

A linguagem do sec XXI, claro que não devia ser dado tanto relevo, mas há sempre os espertos que aproveitam a onda e descobrem negócio em tudo!!
Não acho a minima das graças e felizmente no meu circulo ninguem usa, aliás garina sim!
É o progresso e como só faltava o acordo ortográfico, aí está ele para bem da poupança das letras que consomem tinta.
O tempo vai manter-se cinzentão até final do mês e como tal.....

A Senhora disse...

:)))))

Recentemente publiquei a minha versão, mas a minha Cindy era bem mal humorada.

De qualquer forma, os contos de fada ainda estão em moda. ;)

Beijinhos e boa semana!

fj disse...

e ainda há a psicanalise dos contos de fadas.
Acoro ortografico, a que proposito? Aliás está provado que consome mais letras, segundo comunicação recente de VGMoura.

kika disse...

Porque vão sendo introduzidos novos vocábulos e a lingua portuguesa fica a perder.Não sei Fj se estás de fato bem humorado ou é assim Armani !!
Deixa-me alegrar um pouco!

Emiele disse...

Como se viu hoje não me estava a dar para falar a sério e como achei graça à escritora espanhola a refazer estas histórias lembrei-me de que eu própria já tinha andado uma vez a fazer um micro-estudo sobre isto: começa com os Grimmms (histórias fortes e até duras) depois vem Charles Perrault, mais palaciano e com histórias mais 'suaves', e guardei esta gracinha da Gata Borralheira contada à rufia, e a versão «Políticamente Correcta».
Depois não fiz estudo nenhum, é claro, estão ali num dossier...
Mas Zé Palmeiro, se estás interessado, scanarizo e envio-te a versão da Cinderela Politicamente correcta. é cómica!

.....fj, se a gente vai para o Bruno Bettelheim, e a sua psicanálise dos Contos de fadas, a coisa perde muita da magia...mas tens razão, é uma rferência que não se deve esquecer.

A Senhora disse...

Emiele tem razão quanto a Bettelheime. Quando li fiquei frustradíssima. :) Preferia qualquer versão, menos a psicanalitica. :)