domingo, abril 05, 2009

Utopia


Andamos todos – bem, pelo menos muitos de nós – os que vivemos o 25 de Abril em grande alegria e esperança, a fazer balanços tristes, entre aquilo que tínhamos na nossa cabeça e afinal «o estado a que isto chegou» segundo a frase da época que consta ter sido dita pelo Salgueiro Maia.
É que afinal «isto» chegou onde não se pensava…
Pronto, estamos de acordo nessa avaliação.
E… se não tivesse sido assim? Se a História tivesse sido outra? Se afinal aquilo que se sonhou nos dias seguintes se tivesse concretizado?
Decidi fazer uma brincadeira e, depois de nos anos passados durante este mês aqui o blog ter relembrado o que foi a nossa vida no tempo do fascismo, venho imaginar como seria a nossa vida se afinal os nossos desejos se tivessem concretizado.
Em cada Domingo vou imaginar um tema. Hoje será a Educação.

5 comentários:

joaninha disse...

Pois...

Pensarmos em Utopia, ou no tal «impossível» que é possível na nossa imaginação.
Uma espécie de teste.
Why not?
Diziam que 'sonhar é fácil', mas como já li o pst de cima, ficamos a pensar - o que raio falhou, e falhou tanto?!

zorro disse...

Estes posts hoje andaram um tanto marados. Este já cá estava mais ou menos à hora mas os outros só entraram há pouco.
Eu li este mas fiquei à espera daquele que devia vir logo a seguir...

Ai Emiéle, Emiéle, é o que nos fica, o sonho. O outro dizia-nos que «comenda a vida» mas isso também era utopia, que o que comanda parece ser o dito «vil metal».
É o que parece.

Contudo a tua ideia é magnífica! Eu aplaudo, porque seja a sonhar ou não, prque não pensar-se no que-poderia-ter-sido-se...?!

josé palmeiro disse...

Sigo o que os anteriores comentadores, disseram.
O Zorro, então, não sei se por descuido ou de propósito, mas tudo me leva a crer, por descuido, disse: "COMENDA a vida"!
Não deixa de ter, alguma razão porque a "comenda", vem normalmente associada ao "vil metal".
De qualquer maneira, o que mais me custa, não foi o não se ter cumprido a utopia, foi antes, o retrocesso que se verifica, relativamente ao que se adiantou.
A tua opção de deixar ao sonho, os nossos anseios, é, simplesmente, magnífica!!!

King disse...

Fui reler o que tinhas escrito no dia 1, porque tinha ne memória que tinhas prometido algo assim.
E cá está;«nos 4 domingos do mês, vou «brincar à ficção científica». Afinal, 30 e tal anos depois as coisas não são como nós tínhamos sonhado naqueles dias. Não são mesmo nada!
Mas... e se tudo tivesse corrido diferente?
Porque não sonhar que a Utopia foi possível?»


Bem, não foi possível, por isso mesmo é Utopia. Mas essa do «brincar à ficção cientifica» é isso mesmo, fazer-de-conta que afinal se cumpriu Abril tal como nos dias seguintes ao 25, tanta gente sonhou.

Emiele disse...

Zorro, andaram marados de todo, realmente. A imagem que eu tinha deixado no início deste post «foi-se», desapareceu para parte incerta... Ficou a imagem final, e já estou com sorte. Aqui o blogger deve achar que eu ando a abusar nas imagens e está a racionar-mas..
:)

Joaninha, como dizes, é apenas um exercício de imaginação é claro, mas para isso é que ela serve.. também.