quinta-feira, abril 30, 2009

O «espanta-espíritos»

Uma amiga minha fez anos há poucos dias e, como é de praxe nestas coisas, recebeu algumas prendas (é das vantagens dessa coisa dos aniversários, os mimos das prendas...)
Não variaram muito.
O costume: uns livros, uns discos, e umas bijouteries.

Dentre as ofertas, dois colares. Bonitos, à moda.
Eu estava presente quando abriu uma das embalagens e tal como ela, fiquei surpreendida, porque a ‘ofertante’ tinha prevenido quando ela estava a abrir «cuidado que se parte!» donde estávamos à espera de um bibelot ou fosse o que fosse de frágil e não nada de usar.
Mas, desembrulhando a peça, sai um colar com parte dele, feito em aros de vidro.
Era realmente bonito, e tinha a particularidade de, quando estava ao pescoço, ao andarmos aquilo tinir, e era realmente engraçado.

No dia seguinte, conversámos e ela conta-me:

«Olha, ontem levei o colar da B. para o trabalho; muita gente achou graça, e estava eu a pensar que parecia uma ‘árvore de Natal’ com sininhos pendurados, quando a A. muito risonha me diz
-Que giro Emiéle. Pareces um «espanta-espíritos» ambulante! Não tá mal visto, mas é um tanto achincalhante...»

Um espanta espíritos ambulante!!!
Que coisa!




13 comentários:

kika disse...

Este não percebi mesmo! Será falta do café? Vou já tomar um e volto..

zorro disse...

Eu acho que percebi.
O dito colar como é de vidrinhos (é, não é?) quando ela anda tilintam. E a dona do dito, sentia-se tipo «árvore de Natal», coisa simpática e com bom aspecto, mas a colega comparou-a a um «espanta-espíritos»que também faz barulho, mas a ideia a que se associa já é menos simpática. Afinal é uma espécie de 'espantalho' para as almas más, não é?
Eheheheh!!!

kika disse...

Zorro isso eu percebi, o que me parece é que a dita cuja, portadora do tlim- tlim era a Emiéle.
Mesmo depois do café ainda me parece que estou certa....

Joaninha disse...

Claro que sabendo que a Emiéle também fez anos há pouco, faz-se de imediato a ligação... Estou como a Kika.
A história até tem graça, mas desta vez ela estava ou com mais presa ou menos inspirada porque o boneco é mais um mobile do que um «espanta-espíritos». Aquilo não faz barulho, Emiéle!!!!

Emiele disse...

Olá malta!!!
Realmente Kika, a tua associação faz sentido, mas pode imaginar-se também que a história é um pouco mais antiga e a aproveitei para hoje...
:)
E como a Joaninha tem toda a razão (estava com muita pressa de manhã e deixei o primeiro boneco que me apareceu) corrigi e deixei aqui outro que se nota ser de vidro e soar como tal.
A graça, como todos perceberam é que indirectamente estavam a chamar mais ou menos espantalho à minha amiga...(aliás como o Zorro disse)

Maria disse...

"Qual espantalho, qual carapuça", eu vejo a coisa por outro prisma (vidro, luz, espectro solar …rs);
pensando no conceito do FenK Sui (do chinês vento e água).
“Sr. dos Ventos ou Espanta Espíritos”(...)integram-se de uma forma feliz em qualquer esquema decorativo e poderá desfrutar dos seus efeitos musicais e ao mesmo tempo são extremamente eficazes no combate às más energias. O seu tilintar atrai um bom KI ( energia vital). Toque sempre, ou mexa nele e ouça o seu tilintar ao pé de uma corrente de ar.(...)
Fonte – manual (muito básico) do Fenk Shui
Portanto, o colar da sua amiga para além de ser ” tendência “ é uma peça muito útil nos dias de hoje!
Ela só correrá um risco – o de se constipar.Espero que tenha ficado mais animada!
Um bom dia!
Maria

Emiele disse...

Eliminar o comentário de: Pópulo

Blogger Emiele disse...

Maria, tiveste bastante graça. mas não te vás sem resposta, que exactamente esta conversa deu-se à frente de uma outra amiga que disse mais ou menos isso - que tinha ouvido uma mulherzinha queixar-se de que uma astróloga lhe tinha dito que era muito 'invejada' e lhe estavam a deitar mau-olhado, portanto o ideal era ter ao pescoço algo que a defendesse. Assim como o «colar de alhos» em relação aos vampiros, só que este era bem mais bonito
lol!!!

Maria disse...

Como já disse, estou a dar os primeiros passos na blogosfera, sobretudo não como mera visitante, mas, atrevendo-me a comentar. Faltam-me conhecimentos de alguns "códigos"que julgo existirem e para além disso, quanto escrevo a itálico e bolt no Word ao transferir já não aparece.Também o meu tempo é escasso.
Prometo melhorar.
Aprovei-te bem o seu fim de semana.

Maria disse...

Aproveite e não "aprovei-te"

Castanha Pilada disse...

Lol, não é nada bom!

Alex disse...

OLÁ!

Depois desta história acho que a tua alcunha cá por casa vai mudar...LOL LOL LOL
(dá sempre jeito ter uma na família...LOL LOL LOL)

josé palmeiro disse...

A Alex tem razão, depois desta história, muita coisa terá que mudar...

Anónimo disse...

leggere l'intero blog, pretty good