terça-feira, abril 28, 2009

Haja paciência!

Voltando à famosa gripe (que se calhar também não é bem uma gripe...) há situações «politicamente correctas» que não lembra a quase ninguém!
Vem agora o conselho de que não se chame a esta epidemia «gripe suína» não porque ela não tenha a ver com os porcos, o que seria um motivo correcto, mas sim porque o porco é um animal mal amado por judeus e muçulmanos (!!!?)
Parece que se estava a dar uma conferência de imprensa sobre esta questão e a talhe de foice um vice ministro israelita pede aos jornalistas para não se referirem à dita gripe desse modo porque o porco é uma criatura impura para muitos judeus e muçulmanos, e isso poderia ser ofensivo!
Mas a gripe não é má?
Então chamar-lhe um nome «feio» não estaria até apropriado?...
A proposta era chamar-lhe 'gripe mexicana' mas cá eu se fosse mexicana também não ia gostar, pelo motivo oposto.
Ele há coisas que não lembram a ninguém!


6 comentários:

sem-nick disse...

Eu só consigo imaginar que a palavra porco seja um palavrão terrível, e mesmo assim...
Fiz alguns exercícios comigo mesmo imaginando uns nomes bem malcriados para a parva da gripe, mas com sinceridade toda essa coisa me parece uma parvoíce.
respeitar as crenças dos outros é claro que sim, mas a esse nível é puro exagero.

sem-nick disse...

Bom, claro que se poderia dizer «a gripe do H1N1» tem alastrado, etc, etc.
Tá bem.
Mas é uma esquisitice, continuo a achar.

King disse...

Estão já a trabalhar numa vacina formidável e miraculosa.
Quanto mais pânico existir mais venda ela vai ter...
Quem é parvo e não se vacina, né?....

josé palmeiro disse...

Eu, o que sei é que não fui ao Mexico, nem comi carne de porco e estou engripado. Ah! Já me esqueci-a, e tomei a vacina, atempadamente, porque pertenço a um grupo de risco.
Mas que fazer, este vai vem de TEMPO, ora frio ora quente, ora húmido, ora sêco, florações a destempo, muitos pólens no ar, que fazer, aguentar.
Dou razão às reflexões anteriores do "sem-nik" e do King.

kika disse...

Isso é o politicamente correcto levado ao extremo, ora se o vírus provém do suíno ,porquê camuflar e dar-lhe outro nome? é claro que já houve a gripe asiática mas para quê chamar a esta, gripe mexicana?
Eu gosto do porco,é um animal bem afectivo e muito útil na nossa alimentação, o resto são crendices!

Emiele disse...

E não é que não entramos já nesse politicamente correcto? Olhem aqui já se chama gripe mexicana, ora pois!