terça-feira, abril 14, 2009

Energias limpas

Uma notícia importante:
«Portugal foi, em 2007, o terceiro país na União Europeia a 15 com maior incorporação de energias renováveis»
A notícia diz que mesmo assim ainda caiu nove por cento no ano passado, em relação a 2007, porque houve um decréscimo na componente hídrica mas que «a produção eólica cresceu 42 por cento em 2008 ».
Numa altura em que vários países andam a pensar outra vez no nuclear – sobretudo se for perto da fronteira... – esta posição de Portugal é de valorizar.
Se 43 por cento da electricidade consumida em Portugal é de fontes renovaveis é porque é possível.

4 comentários:

fj disse...

Da fronteira dos outros se forem pobrezinhos.

King disse...

.)
Claro, FJ. E nem sempre se tem um pobrezinho à mão, mas a Alemanha sempre se pode encostar um pouco, já a França vê-se mais à rasca.
Esta questão deixa-me de boca aberta por ver que aparentemente se anda a voltar para trás. Sharkozy, Berlusconi, etc, não estranhava, mas que a Suécia (pelo que dizem) esteja a repensar o nuclear, já me deixa parvo.

Por cá acho graça que o que esteja a dar é o vento. Enfim, nada me espanta...

josé palmeiro disse...

Gostei imenso do "moínho colorido"!!! Lindo!!!
Quanto ao resto, gostaria imenso de acreditar, mas, por ora, ainda me não parece sensato.
Vamos esperar para ver.

Joaninha disse...

Liiinda a imagem do moinho de papel!!!
Matas vários coelhos desta cajadada, Emiele, olha lá, que aquele arco-íris tem diversas leituras...
:)


De resto, está mesmo bem visto que o vento é uma excelente metáfora para o que se está a passar por cá.
Ao menos que seja alguma vez na vida uma visão positiva...