sexta-feira, março 20, 2009

Taxas de contadores

Ouvi ontem na rádio (mas ia de carro e não prestei atenção em que terra era, creio que era para os lados de Guimarães) que muitos habitantes protestavam em frente à Câmara contra o preço que a autarquia exigia para ligar os ramais domésticos ao colector de saneamento público. Nessa terra pediam cerca de 500 euros por essa obra, mas pelos comentários que se ouviam na reportagem, parece que noutras autarquias o mesmo é feito por 5 vezes menos, pouco mais de 100 euros.
Por outro lado, um diploma publicado hoje diz que a partir de fins de Maio os consumidores vão deixar de pagar os alugueres de contadores (de água, luz ou gás ) assim como esses serviços vão deixar de ser cobrados bi ou trimestralmente, e a factura passa a ser mensal
Além disso telefone fixo passa a ser um um serviço essencial assim como «as comunicações móveis e via Internet, além do gás natural, serviços postais, gestão do lixo doméstico e recolha e tratamento dos esgotos».
Ora cá está!
Se a recolha e tratamento dos esgotos é serviço essencial, como é que tem tido uma taxa tão elevada? Muitos de nós reparamos que na conta da água, a parcela mais pequena diz respeito exactamente à água que consumimos. O que torna a factura avantajada não é o que gastamos, são as taxas.
Vamos ver agora o que isto dá.
É que nos lembra a velha ‘palavra de ordem’ das manifestações:
O custo de vida aumenta / o povo não aguenta.

6 comentários:

zorro disse...

É uma ginástica difícil. terão de dar umas satisfações aqui e ali para tudo isto não rebentar de vez!
essa dos contadores anda a engonhar há que tempos. a ver se é desta, mas já ouvi alguma coisa em como tiram de um lado para ir cobrar noutro...
Realmente essa coisa das taxas que todos pagamos é uma coisa chocante. Como dizes, por exemplo na província onde também tenho alugado um cazinhoto, a água que gasto é no valor de um euro ou menos mas pago mais de uma dezena por causa de várias taxas! por mais que poupe nunca chega a nada, acaba por ter um efeito perverso porque não se sente que valha a pena poupar!!!!

AB disse...

Pois mas o designação "aluguer de contador" já deu lugar a outra com o atractivo nome de taxa de recursos hidricos.Quando se pergunta para a Epal o que é aquilo dizem-nos que é tudo quanto é preciso para que da torneira saia água.E eu a pensar que bastava abri-la.E não perguntar muito que o "oinformante" de serviço não é um modelo de educação.Da ultima vez que me aconteceu reclamar porque para 76 centimos de água tinha uma conta de 7 euros e meio aproveitei e falei logo dos carros de luxo da administração,prémios anuais.as "barracas" com o Aqueduto e a data de gente a ganhar à custa do merchandising absolutamente absurdo do denominado Museu da àgua.E o homem lá se calou .Mas a factura continua a trazer estes valores inacreditáveis alguns contadoa ao dia e que se sobrepõem.AB

Mary disse...

Ora cá está!

Vinha também dar o meu exemplo, mas este da AB ainda é mais chocante.(e eu tinha de ir procurar a factura para dar os números certos)
É tal e qual assim. Para um gasto de 1 euro, pagamos 7 de taxa com um nome pomposo.
«Taxa de recursos hídricos»?????
É que então seria mais honesto simplesmente aumentarem o custo da água!....

josé palmeiro disse...

Sem dúvida, o honesto e correcto, era nós pagarmos o real custo da água e deixarem-se de mariquices como essa dos "Recursos hidrícos".
São roubos descarados pois como diz a AB, os resultados veem-se nos carros das administrações e nas imensas campanhas a custos elevadíssimos.
Essenciais, somos NÓS!

King disse...

Pronto, já cheguei atrasado à tertúlia...
Dizer que é uma pouca vergonha? Todos sabemos, incluindo «eles».

Claro, o pagamento dos contadores ter desaparecido é bom.
Seria bom se não houvesse logo estes truques baratos.

(quero dizer não são baratos, são 'baratos' como truques...)

kika disse...

Tanta benesse que por aí vem.E as taxas moderadoras para o melhor bem essencial, que é a saúde? É só propaganda !!!